Resultados para “Usuario: Lusitanoi"

Este buscador realiza búsquedas sobre el texto íntegro de los Artículos, Poblamientos, Imágenes y Archivo de conocimientos, así como sobre los comentarios a los Artículos y Poblamientos.

Buscador Global

Tipo de búsqueda
No literal (todas las palabras en cualquier orden) · Sólo en el título

Buscar en:
Biblioteca · Poblamientos · Archivo de Conocimientos · Imágenes · Comentarios

Si no marcas ningún área, buscará en todas (excepto en comentarios).


Comentarios

Tijera Pulsa este icono si opinas que la información está fuera de lugar, no tiene rigor o es de nulo interés.
Tu único clic no la borarrá, pero contribuirá a que la sabiduría del grupo pueda funcionar correctamente.


  1. #101 Lusitanoi 03 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Tienes mucha razon Alevin, hoy en um periodico portugues, se hablava de essa sondagen de que hablan (es la 2ª vez que he visto en la prensa portuguesa, veja-se a importancia do assunto por cá!) e comentava-se que o presidente da catalunha teria comentado muito positivamente a união de portugal com espanha, ja estas a ver com que pretensoes nao? Evidentemente que a catalunha quereria desde logo ter um estatuto igual, claro! e incendiar ainda mais o panorama da vossa politica interna e atras da catalunha viria o resto. Obviamente que algum dia a suceder essa virtual união teria que ser uma especia de confederação e a acontecer teria necessariamente que englobar em pe de igualdade algumas das autonomias actuais pelo menos catalunha, galiza e pais basco e nao estou a ver os espanhois a aceitarem isso de bom grado pelo que me parece mais uma fantasia do que uma realidade este assunto. Bem hajam

  2. #102 Lusitanoi 03 de oct. 2006

    Biblioteca:

    rcg873 Ora aí está a chave definitiva mas ao mesmo tempo impossivel de um possivel sucesso de uma hipotetica uniao. Por acaso teras pensado o porque de nesse restaurante alemão haver essa harmonia e entendimento entre portugueses e espanhois? Pois é Amigo, o facto é que tanto portugueses como espanhois estavam num pais estrangeiro de costumes muito diferentes dos ibericos e se por um lado apenas quando estamos num meio estranho verificamos mais as nossas semelhanças do que as nossas diferenças, por outro lado, ambos estavam em pé de igualdade, certo? É essa a verdadeira questão, é que dificilmente entre espanhois e portugueses haveria uma base de igualdade na futura união na te parece?

  3. #103 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Información eliminada por el Administrador kaerkes

  4. #104 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    La siempre España de los 2 pesos y 2 medidas. Olivença ja nao se devolve a portugal porque os os oliventinos não querem ser portugueses, muy bien! aun que en Olivença la populacion actual sea constituida por mas personas non originarias de ali que de oliventinos originales. Sin embargo, Gibraltar sera siempre espanhol! aun mejor! la populacion de gibraltar esmagadoramiente no lo quiere, tambien ali la populacion original no es maioritaria. Em que ficamos amigos? la opinion de los habitantes es seria o no es seria, se debe tener en cuenta ou no? Porque vosotros sois assi? Abraço

  5. #105 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    hartza estoy 100% de acuerdo com tu analise de la sondagem, evidentemente que es la reaccion de los portugueses, a sus politicos, su frustacion de ver que nel pais al lado se vive mejor. E vamos a ver la pergunta ha sido "un solo pais", esso implica igualdad e perfecta integracion. no se ha perguntado se portugal deveria ser mas una region autonoma de españa, tengo la certeza que la respuesta iria ser muy distinta.

  6. #106 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    A parte de esso que iriamos hacer a nuestros dias de feriado oficial 1 de Dezembro - dia da independencia e dia da restauração 10 de Junho - dia de Portugal se le perguntassen a los inquestados se querian perder 2 feriados, ai madre santa.... ni lo sabeis!

  7. #107 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Viva Aljubarrota! Viva a nação Viva o 10 de Junho e a Restauração!

  8. #108 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    que passa con la palabra "Aljubarrota" qui vos pone tan bravos...??????

  9. #109 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    Moura Serpa e Barrancos tambem estao na margem esquerda do guadiana, por isso devem ser espanholas? Reuve, pessoalmente considero te uma pessoa inteligente cuja opiniões concordo muitas vezes, provavelmente mais do que aquilo que pensas, mas ja outro dia vieste com essa do enclave geográfico e nem parece de uma pessoa como tu vires com essa teoria sem pes nem cabeça, pois por essa ordem de ideias, também a galiza é um enclave espanhol dentro de portugal, se queres fazer as coisas assim, também a região de albuquerque mais propriamente cedillo deve ser portuguesa e.... para finalizar, o que é Portugal senao um enclave estrangeiro dentro de espanha? Não achas que essa teoria é completamente aberrante? acaso os paises têm necessáriamente que ter fronteiras geometricas e simetricas? pensa bem nisto, pois parece me que costumas ter comentarios de outro nivel bastante mais alto, ou entao estas a gozar com esta coisa toda não? Essa teoria é ainda pior que a teoria linguistica, porque por essa ordem de ideias, nao interessa mesmo nada a vontade das populaçoes nao achas? Desculpa me esta franqueza mas costumo esperar mais do grande reuve estremenho (o meu pai nasceu na região rayana de Nisa). Quanto ao tratado de alcanices, que eu saiba outras localidades sairam de espanha para portugal e outras de portugal para espanha, na altura foi acordado entre os dois reinos penso que pacificamente, sera que espanha é um pais terrorista que nao respeita acordos? Entao temos direito a cobrar Arouche e Aracena certo? Como somos ambos pessoas inteligentes nao vamos por esse caminho nao é verdade Reuve? pois.... Quanto ao facto de haver ou nao mais ou menos oliventinos de origem portuguesa, também achas isso importante? se a opiniao actual da maioria dos oliventinos é de nao querer pertencer a Portugal é isso que devemos respeitar, tal como devemos respeitar a dos gibraltarenhos. Os assuntos sao os mesmos amigo, apenas no de gibraltar és tu que perdes e no de Olivença sou eu que perco (al final non perdemos nin yo nin tu, ajajajajjajajajaj), é essa a grande diferença, essa conversa da colonia é tudo treta amigo, porque se os habitantes nao se consideram colonizados entao nao existe colonia, nao concordas? por essa ordem de ideias, também as canarias sao colonia, assim como os açores e a madeira. Reuve, deixa te disso, tens capacidade para muito mais que isso e nao baixes o nivel das tuas intervenções para defender o indefensavel Um abraço

  10. #110 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Tambien los portugueses estan en minoria en la peninsula cara os espanhois e ainda ca estamos e estaremos, reuve, olha, como se diz por cá, "ha duas coisas de que eu nao morro na vida, uma é de parto (soy hombre) e outra é de medo (no tengo miedo).

  11. #111 Lusitanoi 05 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    quanto a olivença existe ainda uma questao muito importante que nunca foi falada nestes foruns, que foi a falta de apoio de portugal na altura da invasao espanhola e que os oliventinos de origem portuguesa ainda ha poucos anos nos cobravam e com muita razao porque aquando da invasao, nos primeiros tempos eles resistiram e nunca tiveram qualquer apoio do lado de ca e isso os portugueses deveriam ter em conta quando discutem esta questao, pois que tambem nos os abandonamos a sua sorte e desde esse ponto de vista, os oliventinos tornaram-se espanhois para resistirem e sobreviverem e nos portugueses deveriamos respeitar esse facto e te-lo em conta quando discutimos Olivença.

  12. #112 Lusitanoi 06 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    pido mis desculpas

  13. #113 Lusitanoi 06 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    ora aqui esta o tema de olivença, com as minhas desculpas para A.M.Canto Moura Serpa e Barrancos tambem estao na margem esquerda do guadiana, por isso devem ser espanholas? Reuve, pessoalmente considero te uma pessoa inteligente cuja opiniões concordo muitas vezes, provavelmente mais do que aquilo que pensas, mas ja outro dia vieste com essa do enclave geográfico e nem parece de uma pessoa como tu vires com essa teoria sem pes nem cabeça, pois por essa ordem de ideias, também a galiza é um enclave espanhol dentro de portugal, se queres fazer as coisas assim, também a região de albuquerque mais propriamente cedillo deve ser portuguesa e.... para finalizar, o que é Portugal senao um enclave estrangeiro dentro de espanha? Não achas que essa teoria é completamente aberrante? acaso os paises têm necessáriamente que ter fronteiras geometricas e simetricas? pensa bem nisto, pois parece me que costumas ter comentarios de outro nivel bastante mais alto, ou entao estas a gozar com esta coisa toda não? Essa teoria é ainda pior que a teoria linguistica, porque por essa ordem de ideias, nao interessa mesmo nada a vontade das populaçoes nao achas? Desculpa me esta franqueza mas costumo esperar mais do grande reuve estremenho (o meu pai nasceu na região rayana de Nisa). Quanto ao tratado de alcanices, que eu saiba outras localidades sairam de espanha para portugal e outras de portugal para espanha, na altura foi acordado entre os dois reinos penso que pacificamente, sera que espanha é um pais terrorista que nao respeita acordos? Entao temos direito a cobrar Arouche e Aracena certo? Como somos ambos pessoas inteligentes nao vamos por esse caminho nao é verdade Reuve? pois.... Quanto ao facto de haver ou nao mais ou menos oliventinos de origem portuguesa, também achas isso importante? se a opiniao actual da maioria dos oliventinos é de nao querer pertencer a Portugal é isso que devemos respeitar, tal como devemos respeitar a dos gibraltarenhos. Os assuntos sao os mesmos amigo, apenas no de gibraltar és tu que perdes e no de Olivença sou eu que perco (al final non perdemos nin yo nin tu, ajajajajjajajajaj), é essa a grande diferença, essa conversa da colonia é tudo treta amigo, porque se os habitantes nao se consideram colonizados entao nao existe colonia, nao concordas? por essa ordem de ideias, também as canarias sao colonia, assim como os açores e a madeira. Reuve, deixa te disso, tens capacidade para muito mais que isso e nao baixes o nivel das tuas intervenções para defender o indefensavel Um abraço

  14. #114 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    olha deixa la estar olivença, pois uma coisa é certa, os oliventinos vivem de certeza melhor em espanha actualmente do que se ainda fossem portugueses, e parece me que nesse ponto também os gibraltarenhos estao na mesma situação, o nivel de vida deles é superior ao dos espanhois ou nao? como deves calcular nao tenho conhecimento do nivel de vida de gibraltar, vivem melhor do que os espanhois ou nao?

  15. #115 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    olha deixa la estar olivença, pois uma coisa é certa, os oliventinos vivem de certeza melhor em espanha actualmente do que se ainda fossem portugueses, e parece me que nesse ponto também os gibraltarenhos estao na mesma situação, o nivel de vida deles é superior ao dos espanhois ou nao? como deves calcular nao tenho conhecimento do nivel de vida de gibraltar, vivem melhor do que os espanhois ou nao?

  16. #116 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    e um abraço cordial para ti

  17. #117 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    Reuve, el tratado de Badajoz previa la devolucion de Olivenza a Portugal y España no lo cumprio, vale? recuerdas te? mis disculpas por este desvio.

  18. #118 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    Vosotros hablais siempre de colonia quando se trata de Gibraltar, pero si los proprios habitantes no se consideran colonizados que es gibraltar? Me parece que para que una region seja una colonia es imprescindible que los habitantes se consideren colonizados ou no?

  19. #119 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    y que son Ceuta y melilla?

  20. #120 Lusitanoi 07 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    como en los tiempos de la union sovietica, somos todos iguales pero unos mas iguales que otros, la unica diferença que miro es que en gibraltar se trata de ganar territorio e en ceuta y melilla se trata de perder territorio, esso es la verdad de fondo por mas vueltas que le puedan dar y le quieran dar "es dificil sentirte colonizado, cuando, a veces, los territorios colonizados reciben multitud de privilegios que hacen que los habitantes de las "colonias" no quieran ser descolonizados" Desgraciados, solo porque reciben previlegios ya no quieren ser españoles! sin comentarios

  21. #121 Lusitanoi 08 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    Grande reuve, grande ideia tiveste hoje, isso mesmo bebemos uma super-bock, e logo de seguida podemos beber uma cruzcampo, ou san miguel o lo que quieras e encerremos o assunto, tudo como dantes, quartel general em abrantes e um abraço cordial antes de ficarmos bebedos os dois, ehehehhehe

  22. #122 Lusitanoi 08 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Ora ate que enfim que veio um portugues em meu auxilio, mas isto também pode servir para vosotros verem como o assunto é importante do lado de ca da fronteira. Mas é verdade que sao mesmo mal educados como foram sempre e continuarao a ser, esta-lhe nos genes, todos nos sabemos. Veja-se o forum "Uma sondagem curiosa na imprensa portuguesa" e aparte alguns intervenientes que de facto sao respeitaveis, a maioria dos comentarios so denota a brutidade e a falta de educação a todos os niveis de nuestros hermanos. É assim, talvez a influencia inglesa nos tenha feito um pouco mais europeus nao?

  23. #123 Lusitanoi 10 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    ora ai esta uma boa proposta, o que diriam estrangeiros se visitassem esta pagina , penso que diriam: Mais uma vez aqueles espanhois endiabrados a querer tomar conta de portugal, mas os portugueses que nao se governam nem se deixam governar tal como ha dois mil anos nos tempos dos lusitanos resistem braviamente até ao ultimo suspiro, tal como fizeram nos ultimos 900 anos, ta bem assim? Olha Alevin, com todo o respeito, espanhois e portugueses apenas se dao bem quando estao numa posição de igualdade, ja o disse noutro forum da sondagem e isso nao me parece ser possivel pelo menos nos proximos 200 anos. Antes que isso seja possivel é muito bem provavel que espanha se desgregue, tu sabes melhor que eu que ja esteve bem mais longe disso acontecer. As vezes ate me parece que esta fixaçao vossa agora de portugal nao passa de um anestesiante para nao pensar nos catalaes e nos bascos que ja vos passaram a perna. Mas numa coisa tens razao, embora as vezes nao pareça pelo tom insolente e ironico com que vos respondo, tenho me divertido muito, como se diz por cá, tenho me divertido à grande e à francesa, ehehehheheheh Mas agora muito francamente se queres saber a minha opiniao, nunca nos vamos dar muito bem, amigo, está nos nossos e nos vossos genes, sabes o pior de espanha é a meseta, é da meseta que sempre fugimos, é da meseta que nao gostamos, nem do ar irrespiravel, a falta de verde da meseta, e claro na meseta, fica castela e os castelhanos, é dessa gente que nunca gostámos continuamos a nao gostar, os outros ate que nos agradam, galegos pela afinidade, catalaes porque também sentem o mesmo que nos pela meseta, asturianos menos mal, como se diz por cá de leste nunca vem nada que preste, nem bom vento nem bom casamento, é o caracter dos espanhois da meseta que parece nunca se fundirá com o nosso, somos diferentes amigo, ate neste forum se nota as nossas diferenças, mais na atitude do que no resto, o atlântico moldou-nos, este finisterre europeu que é portugal, é fresco, tem a brisa do mar, é chuvoso, é ameno no verao e no inverno, tem neblinas matinais que duram todo o dia no inverno, como ves tudo ao contrario de espanha. Como dizia um espanhol num outro forum se ainda me lembro, era de que analizando o caracter de portugueses e espanhois pela religiao catolica, era que o cristo espanhol está sempre sangrando pregado na cruz, enquanto que o cristo portugues, anda sempre no meio das romarias cantando e bebendo uns copos, ou seja é essa a verdadeira diferença, vosotros sao sempre mais intensos, enquanto nos somos sempre mais brandos em tudo e isso faz a diferença fundamental dos nossos caracteres. Bem ja me alonguei demais neste devaneio, um abraço atlantico!

  24. #124 Lusitanoi 14 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Información eliminada por el Administrador Cierzo

  25. #125 Lusitanoi 14 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    zé, que quieres decir con "estirados"?

  26. #126 Lusitanoi 15 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Alevin, me gusta trocar ideias contigo sobre el iberismo e apesar de no te decir directamente, me gustan gran parte de tus ideales pero, infelizmente, no veo en estos 2 foruns sobre portugal que tus compañeros españoles tengan la misma opinion. En otros foruns he visto escribir sobre proyectos de absorver Portugal, galiza anexava el norte del duero, extremedura anexava el alentejo, Andalucia para el algarbe y incluso Castilla-Leon para la beira alta, esto es lo que he visto por aqui. E Alevin acredita que para muy espanto mio, que a estas horas, ya pensaba que esso habia desaparecido, la voluntad de anexacion de portugal por parte de españa. Muchos de los que ahora vienem con hablas tiernas, ya lo han escrito al contrario. Esso hace con que el viejo sentimiento de desconfianza de los portugueses va seguindo vivo. E dime si nos es verdad, en estes foruns, quantas veces los administradores y tu proprio incluso, quantas veces no ha tentado moderar los instintos de vuestros companheros espanholes, dime... se miras arriba, luego veras esso. Alevin, para vosotros "el sentimiento de superioridad español" no es una cosa muy importante y yo comprendo que assi pienses, pero para nosotros es un motivo muy pero muy importante porque es una cosa muy arreglada en el subsconsciente portugues y es por esso que apesar de habitualmente tratarmos muy cordialmente los españoles que nos visitan, hay por veces algunos que se van daqui con malas recordaciones, porque vienen con arrogancias y esso acuerda todo lo que estay dormiendo en el subconsciente portugues. Amigo, no substimes esse sentimiento porque es una de las cosas mas graves en el relacionamiento entre los dos paises e una verdadera y grande limitacion al iberismo. Quanto al no querer ser español, te lo digo que es esso que queda despues de ler lo escrito por muchos de tus compañeros, es esso el ideal de base, tudo español desde los pirineus al atlantico, no tengas ilusiones, porque es esse el objectivo de muchos que han escrito por aqui y porque piensas que Reuve ha dicho que solo nuestros trinetos podrán hablar de iberismo? el sabe mucho bien que tanto deste lado de la frontera como desse lado hay muchos fundamentalistas. Ahora por favor no se pongan a discutir el fundamento de la nacion portuguesa y su nacionalismo, en primer lugar porque en portugal no hay nacionalismo, hay una nacion independiente que coincide con un estado soberado, essa nacion tiene su orgulho sus fundamentos, malos o buenos, tal como la otras naciones. Nacionalismos los hay en espanha, en que el estado no coincide con una unica nacion, nacionalismo tiene a ver con la voluntad de autodeterminacion de um pueblo, quando esse pueblo conquista su autodeterminacion y independencia, se acaba el nacionalimo porque ya es una nacion, vale? No veo portanto de hablan vostedes quando se refieren al "nacionalismo portugues". Quanto a los fundamientos de la nacion portuguesa esso es cosa de los portugueses, cabe a nosotros discutir essos fundamentos no a vosotros, cierto? Y para tus companheros espanholes les digo que nos vos preocupeis con esse assunto! Los fundamentos de una nacion solo se discuten quando essa nacion estay en desagregacion por alguma forma y actualmente es un tema qui no si descute porque no hay necessidad, los portugueses se sienten todos pertencentes a su nacion, no hay nada para discutir. Saludos y esperança que nuestros trinetos puedan alcanzar al iberismo.

  27. #127 Lusitanoi 15 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Kullervo tu sabes el sentido en que he dicho esso, es porque ya se estaba hablando del nacionalismo portugues, como se habla del catalano, del gallego o del basco y esso no me gustó, claro que podeis hablar de lo que quieras pero por favor respecten nuestra nacion e no la ridicularizen como se fuera una de vuestas autonomias, porque de hecho no lo somos. Cierzo, puedes decir me aun he ofendido alguien? todo lo que he dicho en la ultima intervencion no ha ofendido nadie, pienso, o es que vosotros quieren discutir el tema solo entre vosotros sin intervicion de portugueses? por mim rapaz, vai em frente e tem cuidado com a parede, nao va desviar se....

  28. #128 Lusitanoi 17 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Olá! Hoje nem sei por onde começar, mas vamos por partes Alevin, aqui vai o significado de nacionalismo: na.ci.o.na.lis.mo sm (nacional+ismo) Ilimitada ambição de poder oriunda da exacerbação do sentimento nacional e cujo fim é conseguir a independência de uma nação, ou estender sobre outras o domínio da própria. dicionario michaelis Como deves calcular nao ambicionamos a independencia que ja a temos e muito menos ambicionamos estender o nosso dominio (excepto Olivença, ehehehhe pelo menos para alguns onde eu nao me incluo). Nestes termos, nao existe definitivamente nacionalismo em portugal, porque nenhuma região portuguesa que se saiba tem mostrado essa atitude, nem sequer as ilhas que apenas querem mais dinheiro e so isso. O mesmo ja nao se passa em espanha, talvez possas falar que existe patriotismo em portugal, talvez, mas também ja é coisa do passado. Agora numa coisa concordo contigo e penso que ja explanei esta ideia. É verdade que quando os espanhois vem a portugal, nos os recebemos muito bem, eu costumo recebe-los muito bem e até tenho clientes (deudores) espanhois, sou consultor de uma empresa espanhola em lisboa, é verdade que costumamos receber-vos muito bem mas repara de igual para igual, o nosso orgulho quando se trata de espanha é muito grande e qualquer arrogancia vossa ou atitude menos educada, faz nos logo modificar o nosso bom trato. Repara, muita da nossa identidade advém de nos considerarmos muito diferentes de vosotros e quando se trata de nos subalternizarmos a espanha seja em que dominio for, é como se nos tocassem numa ferida que parece sarada, mas nunca o foi, é essa a realidade portuguesa, somos amigos, fazemos o possivel para sermos simpaticos, mas ao mesmo tempo sempre olhamos desconfiados e um pouco complexados para espanha (talvez não devesse admitir isto perante voces, a maior parte dos portugueses nunca o faria, mas como nao tenho muitos complexos, admito-o perfeitamente) Já alguem aqui falou do paradigma das empresas e produtos espanhois em portugal. Existem e sempre existiram milhares de empresas estrangeiras (francesas, inglesas, americanas, alemãs, etc) em portugal, no entanto, quando começaram a vir as empresas espanholas, foi um burburinho popular e uma atitude anti-espanhola do pior que ja se viu neste pais, havia quem dissesse que deveriam proibir as empresas espanholas de virem para cá, que iamos ao hipermercado e so se viam produtos espanhois, que nao deveriam autorizar importaçoes de espanha, etc A comunicaçao social nao parava de falar deste tema e ainda hoje se fala disso, como ves, podes dizer que andamos nas nuvens, talvez seja verdade, mas é esta a alma portuguesa, uma aversao enorme a tudo quanto é espanhol, acredita que há quem me pergunte porque vou eu tantas vezes de vacaciones para espanha, se nao tenho cá praias tão boas como as de espanha? No entanto se vou de vacaciones para frança toda a gente acha bem e ninguem pergunta isso entendes? é realmente um complexo muito inculcado no nosso subconsciente, daí que eu veja com tanto descredito alguma possibilidade de algum dia por em prática o iberismo. Régulo Também gostei da ideia das "ninas", mas por favor porque é que neste forum onde ja vieram tantos espanhois com atitudes mais que provocadoras para com portugal e com os portugueses, voces nunca lhe chamam provocadores e aos dois unicos portugueses que vos têm respondido voces chamam logo "provocadores"? Podes nao pensar sequer nesses termos, mas para mim isso é uma das vossas atitudes provocadoras e exemplificativas da vossa arrogancia, os espanhois podem dizer toda a qualidade de barbaridades sobre nos e o nosso pais (muitos dizem tais que coisas que se fica a perguntar se realmente alguma vez cá estiveram ou conhecem alguma coisa sobre nos) que isso é muito normal, quando os portugueses respondem, sao provocadores, ora muito bem. Nós cá temos um termo muito adequado para esse tipo de coisas, é a chamada "Lei do Funil" que é grossa para um lado e fina para o outro. Mas apesar desse inicio pouco feliz, nao posso de nao deixar de concordar contigo no que respeita à comparação com França, é verdade até ja o admiti acima, que temos complexos relativamente a espanha e ainda pior porque além de termos conquistado a independencia a espanha (foi do reino de leão, mas isso pouco importa para nos, pois excepto a galiza, que consideramos uma nação muito proxima da nossa, o resto das regioes e reinos de espanha para nós é tudo a mesma coisa), tivemos desde a nossa fundação até à relativamente pouco anos (guerra das laranjas) quase permanentemente em guerra convosco e repara que nao foram guerras como as que voces tiveram com os franceses, tratou-se sempre de assegurar a nossa indenpencia, ou seja, quase sempre tivemos em vias de a perder, porque qualquer guerra convosco significava isso mesmo. Tentem entender os nossos sentimentos, ponham-se na pele de um portugues e que pensariam voces dos espanhois? É certo que estamos na UE, é certo que vivemos noutra era, é certo que os espanhois ja nos tratam com mais respeito, tudo isso, mas como voces sabem estas coisas demoram a desaparecer, nao concordam? Com tudo o que ja disse, penso que está mais que elucidada e explicada a atitude portuguesa la noticia de EL PAIS, não? Llug De facto nao existe qualquer semelhança entre o "patriotismo" portugues e os nacionalismos de espanha, nada em comum, parece-me. Quanto a Ramonmo, nem devia responder dado o baixo nivel dos seus habituais comentários, mas como é obvio, podemos estar subordinados a qualquer pais europeu, mas a espanha..... iria ser complicado Talvez voces agora compreendam porque nos foi sempre aceitar o "apoio-dominio" dos ingleses, porque mil vezes estarmos dependentes dos ingleses, mantendo a nossa independencia a fazer parte de espanha, isso pode vos parecer idiota e demasiado romantico, mas foi de facto o que aconteceu. Bem Hajam

  29. #129 Lusitanoi 17 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Zé, talvez tenhas razao, mas actualmente já nao se ve tantos portugueses com essa atitude para os espanhois, hoje já somos mais simpaticos para vosotros nao? Quando era pequeno estava de vacaciones en una playa portuguesa (Nazaré), estava una mujer mercando artesanato y passan uns ingleses lhe perguntaron quanto valia e ella les respondio que valia 1.000 escudos, despues passan uns españoles y le perguntaron quanto custava ela le disse assi: Para ti son 2.000 escudos! se virou para mim que estava en sus espaldas e me ha dicho, puta la madre que os pario! (en portugues claro) Pero isso era antes de la UE, ahora ya no es assi, vale?

  30. #130 Lusitanoi 17 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    Ok, como somos buenas personas y queremos colaborar con vosotros, aceptamos cambiar Olivença por Ceuta, vale amigos?

  31. #131 Lusitanoi 17 de oct. 2006

    Biblioteca: Gibraltar, o los regalos de Luis XIV

    O entonces, vamos a caer todos en la tierra que en el cielo estan los muertos (los buenos solo), vosotros reconocen Gibraltar como ingles, nosotros reconocemos Olivança como española y tudo como dantes, assi va mejor.

  32. #132 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Até que enfim que rebentou a bomba por cá. Ninguem ligou importancia nenhuma a sondagem do sol, mas a sondagem do Tiempo ta a dar que falar, vou-vos transcrever a noticia do jornal "O Publico", vai ser extensa, mas agradeço que vejam os comentarios dos leitores para ter uma ideia do que por aqui vai: http://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1273741&idCanal=90 Como se depreende bem dos factos relatados na notí... Por Filipe Paccetti Correia - Porto Como se depreende bem dos factos relatados na notícia, metade dos espanhois são favoráveis à absorção de Portugal pela Espanha. Não se trataria de uma "união", como a que existiu após o descalabro de Alcáçer-Quibir, mas sim de uma diluição de Portugal na Espanha. De um dia para o outro seriamos espanhois e não ibéricos; seriamos subditos d'el-rei Juan Carlos, quando hoje não o queremos ser dos Braganças; e ao que parece as nossas tabuletas teriam de ser traduzidas para o castelhano, porque provavelmente deixaríamos de conseguir ler o português... Para quem deste lado da fronteira pensava que o desejo castelhano de hegemonia estava bem morto e melhor enterrado deve ser uma desilusão reconhecê-lo vivinho da costa entre as novas gerações! Mesmo quando agora a "coisa" já não se chama Castela mas sim Espanha. O povo portugues já pouco tem de nacionalista de q... Por Ana - Num país à beira mar plantado O povo portugues já pouco tem de nacionalista de qualquer forma... Infelizmente, em vez de querer olhar para si mesmo tende sempre a olhar para os outros. Penso que todos deviamos reflectir seriamente neste assunto. O nosso país tem coisas más, mas boas também! Porquê tanta tendência para remediar em vez de enfrentar de frente os problemas? Onde está o nosso orgulho português? Infelizmente só sinto/vejo este orgulho português quando alguém é corrupto ou se descobre algum escândalo... Sem dúvida que se continuarmos a ser mediocres não vamos a lado nenhum e mais vale um outro qualquer país tomar conta de nós... De que estão à espera? Por mim era hoje e sem hesi... Por artur santos - Porto De que estão à espera? Por mim era hoje e sem hesitações. Eu também sou favorável à integraçãi ibérica com u... Por Sousa da Ponte - Faro, Eu também sou favorável à integraçãi ibérica com uma condição: durante 60 anos os portugueses ficarem impedidos de exercer qualquer cargo governativo. I isto inclue ser deputado, ministro, secretário ou sub secretário de estado, governador de região autonoma (ou lá o que seja) presidente de camara ou vereado, presidente de junta de freguesia ou de clube de futebol. Brincam com a minha nacionalidade! Vou-me vingar s... Por you - Lisboa Brincam com a minha nacionalidade! Vou-me vingar seus filhos da puta. Para já vou enviar um cheque a ETA e vou contactar os meus amigos independentistas catalãs. Está na hora de formar a resistência lusitana e começar a caça as bruxas dentro de Portugal. Quem não gostar ou demonstre não gostar de ser português tem duas alternativas: ir embora ou ser morto. Estou mesmo a ver ataques a bomba, tiroteios e terrorismo em Portugal, tal como no Iraque. Capital federal : Madrid. Linguas de trabalho inst... Por anonymous - lisboa Capital federal : Madrid. Linguas de trabalho instituições federais: Espanhol e Português. Capital cultural e desportiva: Lisboa . Mudança do Foro Mundial de Anti-Globalização de Porto Alegre para o Teatro Rivoli (Porto) porque motivo esta questão está a ser badalada rec... Por Evélio Amorim - Póvoa do Conde - Abitureiras porque motivo esta questão está a ser badalada recentemente? As dificuldades económicas, sociais, politicas, que o país está a viver, têm, sobretudo, que estar relacionadas com a capacidade, maior ou menor, que o povo português possa ter para compreender a importância da sua participação cívica e a necessidade de estar preparado o melhor possível para essa participação. As actuais dificuldades não devem ser usadas por todos aqueles que sendo subservientes, julgam poder ajudar-se, ajudando Castela a mandar nas nossas terras. As novas formas de poder económico devem-nos fazer pensar como devemos usar os novos conceitos de soberania para que as nações sejam autónomas num mundo diferenciado. Portugal para os Portugueses, Espanha para os Espa... Por Nelson Silva - Amsterdam/NL Portugal para os Portugueses, Espanha para os Espanhois. 28 por cento dos Portugueses a favor??? DUVIDO! Ridículo! O Sol deveria ser obrigado a abrir uma ... Por António Português Europeu Universal - Lisboa Ridículo! O Sol deveria ser obrigado a abrir uma sondagem paralela indagando sobre a União Federal Luso-Britânica... e já agora, Luso-Marroquina, etc. Seriam interessantes as respostas dos vários lados da fronteira... :) Mas verifica-se que depois de tantos séculos de etnicídio aos restantes povos peninsulares, a (des)educação ideológica primária culturalmente colonizadora continua igual... Quanto a mim, no dia em que tal uniãozeca se realizasse, passando Portugal a votar em Bruxelas via Madrid, requeiro imediatamente a nacionalidade britânica. :) E a propósito, quando é que os bascos, catalães e galegos podem passar a viver e a estudar na sua própria língua, passando o castelhano a segunda? E quando é que os castelhanos passarão a ficar obrigados por lei, como aqueles povos, a saber, dominar, trabalhar e utilizar sempre preferencialmente o basco, o catalão e o galego nas comunidades autónomas castelhanas? :) Finalmente, o Tiempo devia ser obrigado, ao abrigo do direito de resposta, a efectuar e publicar nova sondagem rigorosamente igual com os seus restantes vizinhos, Marrocos e França... seria interessante verificar aonde é que os castelhanos colocariam a capital? Em Andorra-a-Velha? Em Gibraltar? Em Ceuta? Ou em Paris? Senhores castelhanos, as nações não são realidades económicas, nem espaços contíguos... são famílias culturais unidas pela memória. A vossa é apenas a castelhano-falante, deixem em paz os vossos vizinhos internos, tão massacrados, e externos... a salvo da vossa arrogância ignorante. Portugal nada tem a ver com a Monarquia Espanhola.... Por José Pedro Machado - Lisboa Portugal nada tem a ver com a monarquia espanhola. Aliás, a língua portuguesa, que é das mais faladas do mundo, está mais próxima da língua galega do que da língua castelhana, denominada espanhola. A espanha não é um estado-nação : é um estado com muitas nações culturais : galiza, castela, andaluzia, catalunha, etc... Enquanto que portugal é um estado-nação, sem grandes divergências culturais em todo o território...Seria uma catástrofe se portugal se integrasse na espanha, porque esta integraçâo està perpectivada numa óptica de hegemonia espanhola. Porque nâo chamar, ao novo país, portugal em vez de espanha?... Que pensariam os países de língua oficial portuguesa de portugal passar a ser um território de espanha?... aliás, os portugueses nâo querem ser espanhóis...Por isso, é que houve a restauraçâo da independência em 1640...Os portugueses sâo portugueses e europeus e expandiram-se para os outros continentes do mundo, sempre em combate com os espanhóis....

  33. #133 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Em seguimento ao entusiasmo dos espanhóis sobre a ... Por Iolanda Salas - Matosinhos Em seguimento ao entusiasmo dos espanhóis sobre a dita "União Ibérica" aconselho a todos os portugueses para lerem a carta "Carta a un portugués desconocido" publicada no "El Pais" no passado dia 4 deste mês onde Rafael Sánchez Ferlosio numa brilhante interpretação da palavra "unidade" que para ele significa "la unidad los junta y mantiene juntos como cosas" e termina perguntando aos portugueses senão será melhor escolhermos a via da "concordia"porque o conceito de "unidad" nas suas diversas más formas não é mais do que guerra e dominação enquanto que "concordia" nos conduz à "cohesión social ".Por isso ele se fosse português nunca apoiaria uma "unión política y territorial con Espanã". Que parvoíce vem a ser esta?... Por Anónimo, Dinamarca Que parvoíce vem a ser esta? Vamos a isso. Voto no nome Espanha ! Por Anónimo, Coimbra E eu que pensava que eles não nos queriam? Será que assim o Major desaparece? E o Economista seu comparsa? Será que o mérito passa a ter valor? A Espanha não existe. O que existem são diferentes... Por carlos saraiva - Coimbra A Espanha não existe. O que existem são diferentes nações "unidas" politicamente há 500 anos. Portugal tem uma das mais antigas fronteiras estáveis do Mundo. Se a questão é colocada nestes termos porque não vão perguntar aos galegos se querem ser portugueses. As afinidades são bem maiores do que com Castela. Quanto ao "futuro" Estado "fusional" se chamar Espanha...é melhor nem comentar (os espanhóis sempre foram gabarolas e com um eu sempre inchado...) E a capital em Madrid?! O Rei Filipe II (deles) e I (nosso) dizia que em Lisboa é que estava bem. Deixem-se de conversa da treta, vamos mas é trabalhar e acabar com a lamúria de que somos uns coitadinhos! Isso é o que eles querem ouvir, para nos "virem salvar" e desta vez...sem que hala Aljubarrota! E não se esqueçam que 200 em 200 anos querem é chatear-nos. Vejam lá os séculos e confirmem que tenho razão. sou portugues e faço parte dos portugueses que gos... Por bernardo - lisboa sou portugues e faço parte dos portugueses que gostariam de uma união igualitária!!!! vejam apenas em niveis económicos, impostos, preços, ordenado minimo e médio.... ainda pensam que nos tempos de hoje importa realmente ser-se independente? estamos todos dependentes de Bruxelas, se Bruxelas mandar o presidente da Republica limpar as botas, o presidente vai limpar... o Estado Portugues é uma gargalhada geral, temos um pais mais pequeno que Espanha e temos mais deputados!!!!! viva el-rey Juan Carlos, viva Hernando, el Hermoso y Isabel, la Catolica (para quem entender de história vai perceber o porquê destes dois reis)... e que se fizer a união que o novo país que o país se chame Iberia... o conceito de Espanha também é recente com a unificação de diversos reinos, menciono-os aqui: Castela Leão, Navarra, Aragão e Nazari de Granada (este último tomado à força, pois era mouro).... falta a anexação de Portugal para ficar completo!!!! A aldeia é muito bonita, rica em história e tradiç... Por Fernando - Almada A aldeia é muito bonita, rica em história e tradições. Mas é portuguesa e merecia que lhe escrevessem o nome correctamente - Rio de Onor e não Rionor. Quanto à aldeia espanhola chama-se Rihonor de Castilla e não Rihinor de Castilla. É tempo dos jornalistas começarem a ter mais cuidado! Antes de escrever o último parágrafo podiam por exemplo ter consultado um bom trabalho de reportagem, como o que está em http://www.nationalgeographic.pt/revista/1001/feature1/default.asp Estou convicto que a percentagem de espanhois que ... Por Pedro Santos - Porto Estou convicto que a percentagem de espanhois que se disse favorável à união, está a pensa na anexacão.É um facto histórico que a Espanha sempre digeriu mal o facto de Portugal ser um país independente! .....e calro que as tabuletas teriam de ser mudadas para Castellano...ridiculo! Apoio totalmente esta ideia, alias há já algum tem... Por paulo guimaraes - ovar Apoio totalmente esta ideia, alias há já algum tempo. Penso ser esta a melhor forma de acabar com o estado das coisas em Portugal. Acaba-se de vez com o proprio estado, com os que vivem á custa do estado, politicos e deputados que em 30 de democracia e liberdade, ainda não compreenderam o que estas palavras significam e ainda acaba-se com a incompetencia politica constante e consistente. Passamos a pagar menos impostos e passamos a ganhar o mesmo que se ganha em Espanha naturalmente. Acaba-se o complexo de sermos um pais pequeno. Apoio totalmente esta ideia, alias há já algum tem... Por paulo guimaraes - ovar Apoio totalmente esta ideia, alias há já algum tempo. Penso ser esta a melhor forma de acabar com o estado das coisas em Portugal. Acaba-se de vez com o proprio estado, com os que vivem á custa do estado, politicos e deputados que em 30 de democracia e liberdade, ainda não compreenderam o que estas palavras significam e ainda acaba-se com a incompetencia politica constante e consistente. Passamos a pagar menos impostos e passamos a ganhar o mesmo que se ganha em Espanha naturalmente. Acaba-se o complexo de sermos um pais pequeno. Portugal passou séculos da sua existência a lutar ... Por joão carreira - Santarém Portugal passou séculos da sua existência a lutar pela sua independência e caracteristicas culturais únicas, tanto sangue foi derramado e agora, os espanhois voltam a pronunciar-se a favor da integração? Porque não os Portugueses? Que raio de sondagem é esta? São Jovens (50,8%): não pensam (o suficiente). O ideal seria um mundo sem fronteiras e paises não é? Já agora porque não se raciocina em torno deste "problema"/possibilidade? vantagens e inconvenientes historicas, sociais, culturais e economicas entre outros problemas a analisar...

  34. #134 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Os espanhóis não são favoráveis a uma fusão, mas a... Por Ana C. - Lisboa Os espanhóis não são favoráveis a uma fusão, mas a uma anexação ou assimilação de Portugal! É isso que se pode interpretar do artigo e da análise dos dados! Neste seguimento, obviamente que a maioria dos espanhóis é favorável. No entanto, não vejo qual a relevância deste assunto! A preservação e a defesa das diferenças são encabeçadas pelo respeito do espaço do outro... o que não implica necessariamente uma fusão! Também não percebo que razões justificam esta hipótese! O que é que os espanhóis ou os portugueses teriam a ganhar?? gostaria de deixar aquiuma correcção. Lamento que ... Por F. Coelho - Bragança gostaria de deixar aquiuma correcção. Lamento que o público não tenha conseguido informar-se devidamente sobre a situação da aldeia. Legalmente são naturalmente duas aldeias, mas na prática daquele povo é apenas uma só (em Português Rio de Onor e não Rionor). A fontreira passa a meio da aldeia, casa com casa e nem sequer é um rio a dividir. uma casa é portuguesa e a próxima já é espanhola. As próprias ruas da aldeia estão ligadas como se nenhuma fronteira houvesse. É única em Portugal. Nunca conseguirao seque propor uma unificacao! ser... Por Joana - Delft, Holanda Nunca conseguirao seque propor uma unificacao! sera sempre em tom the colonialismo, esta-lhes no sangue e para a palavra uniao nao sao propriamente o pais exemplo! Eu gosto muito de Espanha como pais mas nao lhe quero pertencer! desculpem pelos acentos ortograficos mas o teclado nao me permite nunca!... Por David Silva - Porto nunca! Qualquer Português que pense um pouco na corja de ... Por F - Bragança Qualquer Português que pense um pouco na corja de políticos que temos em Portugal, tem vontade de mudar de ares, pelo que a fusão entre os dois países seria excelente. Digo mais, só não se concretiza porque a elite partidária portuguesa não quer; claro, quer ter mais tachos. Uma fusão leva sempre à diminuição. No entanto, os moldes em que os espanhóis queriam a fusão são totalmernte inaceitáveis. A língua jamais deveira ser alterada para castelhano (isso seria inegociável), a capital teria de ser Lisboa, e o nome teria que ser Ibéria; nunca espanha. Assim seria boa ideia É normal que surja essa inquietação em muitos port... Por jrocha - lisboa É normal que surja essa inquietação em muitos portugueses de uma remota união dos dois países, porque vemos, lá em espanha mais justiça social, e a prova disso é tomar por base dessa prova o ordenado minimo nacional lá com o ordenado do 1º ministro lá.não existe a diferença que existe em portugal, nem existem as mordomias aos politicos e administradores públicos que existem cá daí muitos potugas quererem ser espanhois.e lá a justiça funciona.por exemplo se fosse em portugal o mário conde se calhar tinha sido condecorado, lá foi condenado a dez anos de piltra apelou foi-lhe agravada para trinta, cá é sempre a diminuir ou a manter quando se faz um apelo etc. etc. etc.. De Espanha nem bom vento nem bom casamento! Entã... Por Anónimo, Porto De Espanha nem bom vento nem bom casamento! Então até as tabuletas teriam que ser em espanhol, a língua pasaria a ser o castelhano, com certeza... O pobre português seria "engolido" de uma vez só e passaria só a fazer parte das histórias "Era uma vez...". lol Ponho desde já em causa a amostragem de público co... Por L Leote - Colares Ponho desde já em causa a amostragem de público consultado, o critério de quem encomendou a sondagem, os locais escolhidos, o sensacionalismo, e o tema: uma federação ibérica só beneficiaria nuestros hermanos e as perdas da individualidade nacional não são sequer imagináveis. Pensem em tornar toda a nossa economia competitiva, em despachar o excesso de funcionários públicos, promovam o investimento na pesquisa e desenvolvimento, dêm prémios ás idéias, multem a maldicência, forcem a reciclagem de carreiras, ensinem as pessoas a amar as aldeias onde nasceram e, principalmente, deixem de pensar que o que é estrangeiro é que é bom. A Espanha é uma grande nação, mas Portugal pode aprender sem diluições do nosso espírito. E depois quem é que era o guarda-redes da Selecção... Por Mancha Negra - Vladivostok E depois quem é que era o guarda-redes da Selecção? Ou ficávamos com várias selecções, como os ingleses? fusao entre Portugal e Espanha?? hmm parece-me bem... Por bruno miguel figueiredo - almada fusao entre Portugal e Espanha?? hmm parece-me bem! para quando mm??

  35. #135 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Já Agostinho da Silva dizia... Por Paulo - Porto, Portugal Já o célebre filósofo português Agostinho da Silva dizia que tal união seria o melhor para ambos os países, mas teria que ser uma união dando o espaço de soberania quer a Portugal, quer às diversas regióes espanholas como a Andalúzia, Catalunha, Galiza ou País Basco. Não creio que as tabuletas devessem ser traduzidas. E quanto à capital, deveria haver duas "capitais": Lisboa e Madrid mas o poder seria desta vez muito mais repartido por várias regióes soberanas com a sua própria cultura e espaço de liberdade. E tentaria então promover uma boa gestão das culturas ibéricas, de recursos e de povos e línguas. Quanto ao nome faria sentido Ibéria e não Espanha ou Portugal como é óbvio. Provavelmente este caminho, unidos por um espírito cultural e do povo (e não tanto económico ou político) seria também aplicado à Europa, ou a algumas zonas conflituosas do Médio Oriente, como a utopia mais desejável. Algo semelhante aos Estados Unidos. Este artigo ilustra bem a arrogancia tipica da cul... Por Tiago - Roterdao Este artigo ilustra bem a arrogancia tipica da cultura espanhola, especialmente nos mais jovens. Felizmente a hipotese de fusao e muito longinqua... É evidente que só teríamos a ganhar com uma unific... Por a - Aviães É evidente que só teríamos a ganhar com uma unificação!! Vejamos : Têm ordenados maires; Têm impostos menores; Têm um governo que se interessa pelo bem estar do Povo; Têm um custo de vida menor. Basta ver o preço do combustível !! Têm mais cultura. Têm melhor aproveitamento a nível escolar. Têm melhor assistência na saúde. Pelo que esperamos para nos juntarmos ??? Este tipo de sondagens é só para gastar dinheiro…... Por GGSP - Alentejo Este tipo de sondagens é só para gastar dinheiro… Galegos, Bascos e Catalães, não querem ser espanhóis e todos eles admiram os Portugueses por não o serem… Existem coisas muito mais interessantes onde gastar dinheiro em sondagens… Se quiserem posso dar algumas sugestões… Este país nasceu em pecado (o filho a bater na mãe... Por Zé Povinho - Caldas da Rainha Este país nasceu em pecado (o filho a bater na mãe), talvez por isso tenha ficado amaldiçoado. Em 1383-85 e em 1580-1640 perderam-se 2 possibilidades de rectificar o erro cometido. No final do Séc. XIX, Teófilo Braga defendia a União Ibérica, mas estávamos "agarrados" a Inglaterra, para mal dos nossos pecados. Hoje, vemos a Espanha a distanciar-se de nós à velocidade da luz, enquanto que, por cá, nos entretemos a culpar uns aos outros pela crise, que se arrasta desde o Séc. XIX, quando perdemos o comboio da Revolução Industrial. Seria Teófilo Braga um visionário?... Ibéria Por João Abreu - Alcochete É de estranhar que não haja uma percentagem maior de espanhóis a desejar uma união entre Portugal e Espanha numa só nação, e que a percentagem de portugueses seja tão elevada. As condições apresentadas no texto mostram uma "anexação pacífica" de Portugal, passando a ser aculturada segundo os padrões hispânicos. Economicamente teriamos grandes vantagens, mas a nível cultural seria o descalabro total. No entanto, num país onde a divisão e a vontade de independência de diversas províncias é por demais conhecida (movimentos separatista basco, leonês, galego e catalão) não há lugar para uma nação com uma história tão rica como Portugal. Já agora os senhores da TVE tambem podiam fazer um... Por R.M. - Oeiras Já agora os senhores da TVE tambem podiam fazer uma reportagem sobre a nova lingua obrigatória nas escolas portuguesas: o castelhano!...ups..não! o "espanhol"..ou talvez então se passe a chamar "ibérico"! Acordem para a vida..mais rapidamente a União Europeia se transforma num país a sério do que portugal se junta a espanha de livre vontade! Ou seja, basicamente o que os espanhois querem não... Por Nuno Curado - amsterdao Ou seja, basicamente o que os espanhois querem não uma fusao, mas sim uma anexação, ja que quereriem manter o regime politico, o nome, a capital... Nada de novo portanto...! Fusao com espanha NUNCA! A nossa identidade não estará nunca á venda, não p... Por Luis Pires - Lisboa-PORTUGAL A nossa identidade não estará nunca á venda, não podemos lá investir mas podíamos ser concidadãos? Hilariante os tugas gostam de sofrer Por pd - Abrantes seria muito difícil para a mentalidade conservadora e mesquinha dos portuguesinhos mas talvez fosse a melhor maneira de sair do buraco que cada vez afunda mais.

  36. #136 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Reparem que a noticia saiu hoje de manha pelas 9.14 e as 16.17 ja tinha 40 comentarios, voces nem sabem onde se meteram....uiiiiiiiiiiii Há! e nao se esqueçam, os que desejam a uniao são os que pensam que iriam de uma dia para o outro ganhar o vosso salario minimo, ou seja, os que nao trabalham nao se governam nem se deixam governar, tipo andaluzia, pois, podem-nos levar para aí que a nos ate nos fazem um favor, lololololol Se lhes disserem que as condições economicas nao melhoram eles ja nao querem ser espanhoies, vao ter que pagar bem caro esta união, nao sei se valerá a pena.

  37. #137 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Esta revelação teve, porventura, mais eco do outro lado da fronteira do que cá, suscitando artigos de opinião na imprensa espanhola e até uma reportagem no telejornal da TVE sobre como as tabuletas comerciais (em português) teriam de ser alteradas (para castelhano), se tal fusão se concretizasse... simplesmente adorei esta....., como ves reuve, aqui está a simpatia dos espanhois, ainda nao falaram de nada ja pensam em mudar as tabuletas para a maior lingua da peninsula, lolololol Mas fiquei algo surpreendido com esta: A sondagem revela que o apoio à união entre os dois países é particularmente elevada entre a população mais jovem, dos 18 aos 24 anos, com mais de metade (50,8 por cento) a mostrar-se favorável a essa opção.

  38. #138 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    ora aqui vao mais comentarios e nao digam que eu nao sou vosso amigo (já sao 91): Querem ver invertida o sentido de opinião, tanto p... Por Anónimo, Cuba Querem ver invertida o sentido de opinião, tanto por parte dos espanhõis como de parte dos portugueses???? Tenho a certeza absoluta que se as questões se puserem de maneira diferente, o resultado será adverso a este!!! Perguntem aos espanhóis se querem uma península ibérica unida, com o idioma oficial o português, a capital em Lisboa e o governo tipo portugês, ou melhor, que serão governados com governantes e leis com os moldes dos nossos actuais!!!! Aos portugueses, perguntem se querem uma península ibérica com idioma oficial português, capital em lisboa e governo tipo espanhol, ou governantes e leis como as que funcionam e se praticam em Espanha!!! Se calhar as opiniões serão bem distintas ás deste inquérito que fizeram lá por Espanha!!! Portugal e Espanha juntos?Já agora arrasar Lisbo... Por João - Aveiro Portugal e Espanha juntos? Já agora arrasar Lisboa e Porto! Sonhem! Portugal aos portugueses e Espanha aos espanhois! Não há cá misturas! De acordo, mas com uma condição : acabarem os tach... Por JotaVale - Lagoa De acordo, mas com uma condição : acabarem os tachos ! O PR, o PGR, o PM, etc. e tal. A verdade é que, exceptuando a época dos descobrim... Por Júlio - Lisboa A verdade é que, exceptuando a época dos descobrimentos fomos sempre um povo de falhados. Pensar de outro modo é apenas orgulho besta. Nos tempos que correm, não valemos nada, nada. O povo espanhol vale mais que o portugues. Há que reconhece-lo. Sim, união ibérica. Já Na espanha não se ve bem com uma união entre iguai... Por bc - algures na europa Na espanha não se ve bem com uma união entre iguais + sim como a adopção do irmão pobre...ficamos com todo o q de bom tem portugal mas esquezam-se de ter algum poder de decisão. E ainda x cima vão ter de aturar os cromos da familia real e se tiverem sorte 3 equipas tugas irão ficar na a liga :). Se calhar estão a pensar em trocar a catalunha e o pais vasco x portugal. voçês fazam o q acharem melhor mas ca pra mim ficam melhor como estão. Mundo tuga... Nos quase 9 séculos de história nacional, todas as... Por Sérgio Xavier - Porto Nos quase 9 séculos de história nacional, todas as manutenções da independência sempre que esta esteve em causa, ou mesmo a criação ou reconquista desta, foram possíveis porque grande parte do país,ou todo, a quis. Durante quase o mesmo período de tempo, a discriminação intra-nacional ocorreu. Uma pessoa olha para as cidades galegas, leonenses, extramadurenhas e andaluzes, muitas destas bem longe do litoral e notasse um desenvolvimento urbano superiores às nacionais. Sempre que o dinheiro entrou no país, quer da India, como do Brasil, África ou União Europeia, sempre custou muito a chegar a todo o "sistema de irrigação". Tudo o que está longe da "fonte", não pode ter muita "água". Entre um sistema que irriga melhor que o nosso, não é de admirar que muita região cansada da sede, olhe para Madrid com mais afecto que Lisboa. Pena para o patriotismo. A quem se referem quando dizem "quase metade dos e... Por João Carlos - Barcelona A quem se referem quando dizem "quase metade dos espanhóis"? Será que esta metade dos espanhóis, como eles dizem, nem sequer gostavam de ser espanhóis? São catalães, bascos, galegos ou simpatizantes do Partido Popular em Madrid? Deixemo-nos de disparates e toca a trabalhar. E interessante verificar que a opcao de uniao com ... Por Maria Sousa - Londres E interessante verificar que a opcao de uniao com a Espanha (que nunca o seria) parece ser para alguns algum de bom...Pelo menos contra a corrupcao, melhor salarios, menos incompetentes na funcao publica, etc... Como e possivel que nao tenhamos a coragem de resolvermos os nossos proprios problemas? Nao estao contentes tem mudar as coisas em vez de procurar opcoes faceis. Lutem por algo melhor... Tendo em conta a nossa crise económica e a inépcia... Por Paulo Soares - Lisboa Tendo em conta a nossa crise económica e a inépcia/inércia dos responsáveis em dominá-la, não me importaria de ver um casamento "de conveniência" entre Portugal e Espanha. Mas atenção: o direito ao divórcio nunca, mas nunca poderia ser posto em causa por qualquer das partes. Estes tipos são doidos? Para Portugal que vantagen... Por Rui Soares - Lisboa - PORTUGAL Estes tipos são doidos? Para Portugal que vantagens teria? Já estamos na U.E., com a nexação por espanha que vantagens teriamos ? mais educação? Mais segurança? Maiores ordenados? Uma maior taxa de desemprego? Que vantagens teria para Espanha? Mais fundos da EU? As empresas espanholas que actuam em Portugal passariam a reduzir os seus custos de actividade? A abertura ao mercado dos PALOP’s? Portugal não é um paraíso, mas tem a sua identidade.

  39. #139 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Se for uma união entre gays e lésbicas espanholas ... Por Manuel Fonseca - Almada Se for uma união entre gays e lésbicas espanholas com os/as de cá, tudo bem! Se for pra nos juntarmos à espanha, é pra formamos... Por lusitanos - olissipo Se for pra nos juntarmos à espanha, é pra formamos uma eta em versao lusitana. Talvez esteja na altura de contarmos aos nossos netos quem foi Viriato e até mesmo D. Afonso Henriques! Por amor do senhor! Que tristeza e ascorosidade de... Por Daniela - cascais Por amor do senhor! Que tristeza e ascorosidade de notícia! Seria o quê, uma tentativa de passar a batata quente da hilariedade da nossa política para Espanha? E depois ter de comer e calar? Não! Completamente não. Para aqueles que se "entusiasmaram" já com uma hip... Por Português não iludido - Porto Para aqueles que se "entusiasmaram" já com uma hipotética fusão dos 2 Países, digo-lhes que o que os Castelhanos - não espanhóis, isso não existe - querem é a anexação pura e simples de Portugal. Se pensam que iriam ser tratados como iguais - fala-se até de ordenados iguais, mais justiça social, melhores reformas, etc, como se Castela abrisse os cordões à bolsa para nos "dar isso tudo" pura e simplesmente - podem tirar o cavalinho da chuva: seriam Castelhanos de 3.ª e viva o velho. Um País com língua, cultura, hábitos diferentes de Castela, não se iria dar bem com uma anexação. E os iludidos mudariam rapidamente de ideias quando vissem que os expedientes que os vão safando cá, não resultariam com a "nova gerência". Em Espanha, Portugal continua a ser considerado um país ilegítimo sem o direito a existir: a capital, depois da hipotética fusão - anexação - seria Madrid, a língua o Castelhano, o Português seria tolerado em Portugal mas era melhor falar Castelhano se se quisesse arranjar emprego, e claro, o Rei não seria D. Duarte de Bragança, mas D. Juan Carlos de Bourbon. E quanto aos nossos problemas, somos nós que temos de os resolver. E sem estar sempre a gritar por Help! Se Espanha é tão bom, porque é que todos excepto Castela, querem saltar fora e ser independentes? Diz-se que "a galinha da vizinha é sempre melhor que a minha". Em todo o caso, tenho uma sugestão para os "anexionistas" convictos: se gostam tanto, vão viver para lá. Depois digam-me coisas. Cá para mim o ibérismo português, parece muito mais decorrente da vontade de algumas das elites portuguesas de conseguir um emprego bem pago na administração central em Madrid no que são auxiliados por alguns iludidos que pensam realmente que seriam melhor tratados em Espanha do que por cá, do que de qualquer intuito renovador para Portugal. Sou um jovem Engenheiro de 23 anos e sinto me insu... Por Beato - Lisboa Sou um jovem Engenheiro de 23 anos e sinto me insultado por 28% de supostos portugueses que desejam a união...os nossos "Avós" morreram para que este rectangulo a beira mar plantado fosse independente...tenham vergonha, sacrifiquem la umas ferias em ayamonte, e sejam homens uma vez na vida....que triste país aqui vai....trabalhem e tornem-se Portugueses!!! Nunca prestarei vassalagem a nenhum Bourbon ou la como se chamam.....gostava de ver sondagens de qts galegos querem ser portugeses....e n esqueço tambem Olivença....terra ocupada.. A ideia era excelente. Portugal ficava maior, com ... Por Miguel - Portugal A ideia era excelente. Portugal ficava maior, com fronteiras maiores com mais ilhas, com a maior frota pesqueira do Mundo entre tantas outras coisas mais! Já viram se Portugal fosse toda a península ibérica? A capital não era nem Lisboa nem Madrid mas sim o Porto! A língua oficial, o Portugês claro e ai os espanhois eram mesmo obrigados a entender-nos. Espanha deixava de ser Monarquia e passava tudo a Républica Portuguesa. Acho muito bem que a Espanha seja integrada em Portugal! O artigo traduz simplesmente uma velha aspi... Por Paulo Santos - Chaves O artigo traduz simplesmente uma velha aspiração de " nuestros hermanos " - desde os primórdios da nossa nacionalidade - espero sinceramente que tal União nunca se concretize - a história dá-nos sérias lições muito mal aprendidas por sinal - caso contrário será o golpe de misericórdia na nossa maltratada cultura, a lingua desaparecerá e, no periodo de aproximadamente duas gerações, toda a nossa preciosa cultura portuguesa se perderá, já aconteceu antes na Europa, toda a cultura da civilização Etrusca se perdeu após a " fusão " com ROMA, um processo deste tipo é sociológicamente irreversível. Meus caros,fiquem sabendo:No dia em que Portugal p... Por Antonio Pereira - norteamerica Meus caros,fiquem sabendo:No dia em que Portugal pertencer a Espanha,os espanhois fazem aos portugueses o mesmo o que Hitler fez aos Judeus.Nao tenham duvida porque a Extrema Direita em Espamja esta a ocupar pontos estrategicos nas forcas armadas espanholas para num futuro a medio prazo invadir Portugal e cometer as atrocidades que nem lhe estiver ao alcanse e com o devido apoio dos EUA.Nao tenham duvida. A frase acima não retrata bem a minha posição... e... Por Luis Ferreira - Coimbra A frase acima não retrata bem a minha posição... eu não suporto qualquer conflito armado. Mas não excluio a possibilidade de defesa dos estados a uma agressão externa ou interna. Uma possivel união federal com Espanha, na minha opinião, é algo impensável no presente. A Espanha actual ainda é resquício do imperialismo castelhano. São sinais a turbulência política que se vive na Galiza, Catalunha e País Basco. Os portugueses sempre tiveram o sentido de autonomismo. Está no nosso sangue. Aqui neste canto da Ibéria, desde sempre que os povos se oposeram a qualquer forma de intervencionismo externo. No caso de sermos integrados numa "federação", e coloco as aspas devido à minha dúvida na soberania que nos sobrasse, ao observarmos a perda de direitos e soberania sobre o nosso território, penso que haveria lugar a tensão. De caciques estamos nós fartos. Deus permita que Portugal passe a ser espanhol , p... Por Maria João - Alhandra Deus permita que Portugal passe a ser espanhol , porque os espanhois tem uma vida muito melhor do que a nossa, com os ordenados a fazerem face ao custo de vida. O ordenado minimo é superior ao nosso e tudo é mais fácil a nivel de educação e saúde. Nãos e admite que as pessoas vão ter os filhos a espanha tendo nós cá meios para se poder ter crianças. Uma vez que é assim então deveriamos ser espanhois em tudo, pois assim teriamos uma vida muito melhor em todos os aspectos

  40. #140 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    O que eu leio com muita tristeza, na notícia e na ... Por rui - Porto O que eu leio com muita tristeza, na notícia e na maioria dos comentários, é que os portugueses, num momento de aperto, preferem entregar-se a um domínio maior, do que arregaçar as mangas e trabalhar como os outros fizeram. Pensam que alguém vos vem salvar? Só se forem uns perfeitos idiotas é que pensam assim. Por causa de uns trocos, preferem perder a sua cultura e a sua identidade? Portugal e Espanha podem ter um destino comum e próximo - com todas as afinidades e semelhanças que já partilham - pode haver partilha económica e gestão repartida de recursos - mas não devemos abafarmo-nos um no outro. Pelo menos, esperem até que eu morra. Estranha a forma de relatar o facto. Afinal, mais ... Por Raul - Paris Estranha a forma de relatar o facto. Afinal, mais de metade da Espanha disse nao a' uniao e em Portugal a grande maioria disse nao. Onde e' que esta a noticia? Nao compreendo os meios de informacao.... E qual seria a vantagem de tal uniao para ambas as partes tendo em conta que ja existe livre circulacao entre os dois paises? Acho que ha quem tenha muito dinheiro para queimar em sondagens pateticas. Só para dizer isto, se tal viesse a acontecer enqu... Por Bernardo mergulhão - Porto Só para dizer isto, se tal viesse a acontecer enquanto for vivo, serei o primeiro a formar uma rede terrorista para separar Portugal de Espanha! Nunca irei tolerar semelhante coisa, este país ás vezes parece um país de capados! Já pensei nisso há muito e também concordo, mas o ... Por Manuel Belmiro Correia - Bragança Já pensei nisso há muito e também concordo, mas o modelo não deveria ser nem monarquia como em Espanha nem república tal com está em Portugal. Defendo uma federação de povos/autonomias/ entre as quais estavam todos os povos ibéricos incluindo o português e o basco. A capital defendo Lisboa ou Barcelona ou Victoria, e as línguas oficiais o castelhano e o português por serem as mais faladas. Haveria uma grande economia de meios , maior coesão , maior força politica e uma grande potência europeia a que chamaria Ibéria e sobretudo poupariamos também no número de politicos o que não é uma questão menor. As politicas eram mais abrangentes para um só território e haveria uma economia de escala e beneficiariamos da maior pujança da economia espanhola. Para quê complexos !! e porque não mais tarde cidadãos de uma Europa dos povos/ nações/ regiões sem fronteiras de qualquer espécie !!! Recebi esta noticia de forma tao estupetafcta como... Por Filipa Camões - Cascais Recebi esta noticia de forma tao estupetafcta como a noticia de 25% dos portugueses quererem ser espanhois! Acho que os portugueses têm a memoria curta e acho que essa estatistica é tão hipocrita como cinica. Não ha nada como o nosso país...agora acho que os portugueses acham que por sermos espanhois a boa onda economica nos contaminava....se é pelo nivel economico , vão trabalhar para Espanha...a distancia é tão grande como se fossemos um unico pais. agora a noticia de Espanha querer Portugal e ter tudo em espanhol, é tão ironica e nada surpreendente. Nem eles entre regiões se entendem...acho que se fossem perguntar a alemanha se queria holanda (por ex) a resposta seria a mesma. Acho que Portugal é o melhor pais do mundo e se os portugueses nao gostam do nosso paraiso à beira mar plantado, tratem de o colocar bom! O Governo é cada um de nós.... Defendam o que é nosso com avinco e vontade de fazer melhor em vez de procurar o sucesso facil e de invejar a relva do vizinho (que não necessariamente é mais verde que a nossa). Mas a unica coisa mais triste é que seja preciso um brasileiro (scolari) vir transmitir aos portugueses orgulho pela nação (mas pena que nos passe tão rapido como um campeonato de football). Em vez de remarem contra a maré, como habitual (sim, porque nos achamos que se algo é para fazer de maneira X temos que fazer de maneira y, porque a nós portugueses ninguem nos engana), vamos mas é lutar todos para a mesma direcção. Portugal tem portugueses e é o reflexo do que nós fazemos...não é por mudarmos de pais que deixamos de ser portugueses...e já viram se fossemos espanhois?! era uma chatice...tinhamos que usar gravatas pirosas, falar alto e usar muita maquillagem.... Ao Zé Povinho vamos colocar os factos Históricos n... Por Iolanda Salas - Matosinhos Ao Zé Povinho vamos colocar os factos Históricos no devido lugar , a saber: o nosso D.Afonso Henriques que era filho de um francês e mãe galega ao verificar que a sua mãezinha tinha um namorado "oculto" galego e que de um momento para o outro Portugal podia passar para as mãos deste galego matou o "dito" galego e prendeu a mãezinha até à morte da mesma . Bater bater parece que só foi verbalmente . Alguém bebeu demais e anda a ver a dobrar. Se isto... Por martins - covilha Alguém bebeu demais e anda a ver a dobrar. Se isto já é tudo espanhol, qual é o benefício desta notícia, quando já só falta formalizar a sua constituição? Não se trataria de uma união, mas de uma absorção,... Por Helena Santos - Paço de Arcos Não se trataria de uma união, mas de uma absorção, com o novo país a chamar-se Espanha, com capital em Madrid e de língua oficial espanhola. Era o que faltava!... Mas não há mais nada interessante para fazer?!... ... Por Ana - Lisboa Mas não há mais nada interessante para fazer?!... Eu sou portuguesa mas neta de espanhóis, sou bilingue, estudei em Portugal e em Espanha, vivo em Lisboa mas conheço Madrid de olhos fechados! Mas nada de confusões! Portugal e Espanha separados! Mas, numa hipotética união, acho que a capital deveria ser Lisboa... Madrid não tem o Tejo! Venham eles Por Mike Gee - Lisboa IVA a 16%? Custo de vida mais barato? Menos impostos? Melhores salários? Qual é a dúvida? O nome? Se para eles é importante que seja Espanha, força.

  41. #141 Lusitanoi 18 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Neste momento a noticia ja saiu da Net, para nao se falar mais nisto, porque vos garanto que fazem ca um revolução se voces tornam dizer mais coisas sobre isto nos vossos jornais, nao tou a gostar das reacçoes por cá... vamos ver no que dá. O melhor é esquecermos o iberismo, pois o que se prova com tudo isto, quer da vossa parte quer da nossa, é que ainda não é a altura e nao vejo quando vá ser. Cumprimentos

  42. #142 Lusitanoi 19 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Adriano de onde eres?

  43. #143 Lusitanoi 19 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Soy de Santarém, vivo en Mafra e tengo mi vida profissional en Lisboa y un poco por todo el pais, tambien conosco alguna cosa de espanha, principalmente la costa tanto sul como norte.

  44. #144 Lusitanoi 19 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Grande reuve! Si, tus conclusiones son muy acertadas concordo en absoluto con ellas. Esto es una forma de castigar a la classe politica, essa es la verdadera question. Yo pienso que se ahora mismo hubiera un referendo sobre la union con espanha, muchas de las personas que han comentado positivamente esta noticia, votarian non. Los portugueses son estranhos, tienen su propria manera de reagir face a las condiciones, mientras por estarmos un poco aislados. E de certa forma, hay un paralelo con 1580, estavamos tambien en crise, tambien pensavamos que espanha era la solucion, depues 60 anos fue lo que fue en 1640. Quando estamos en crise e ahora lo estamos y cada dia pior, buscamos fuera las soluciones, como se fuera possible resolver nuestros problemas sin los solucionarmos internamente. Uma coisa has-de concordar comigo, a melhor altura para nos unirmos (em condiçoes iguais, isso é absoluto, qualquer solução que nao essa nao dara bom resultado) seria quando os dois paises estivessem em boas e saudaveis condições economicas e sociais, porque uma uniao de portugal com espanha, baseada no salario minimo, tambem deves concordar que nao é viavel, nao achas? Deixem-nos superar esta crise. E não pensem que espanha esta muito melhor que portugal em termos de crise economica, porque o vosso modelo economico é o mesmo que o nosso que se esgotou completamente e deixou o pais a beira da ruina. O modelo economico das duas economias ibericas tem tido como motor a construção civil (construccion publica y privada) en portugal este modelo esgotou-se rapidamente porque somos um pais pequeno (neste momento hay mucho mas habitacion construida do que o pais necessita, hay milles y milles de habitaciones para venta sin comprador). Como espanha e maior e tiene mas habitantes, este modelo va demorar a esgotar-se, pero amigo, quando se esgotar espanha se quedara en crise tal como nosotros, claro que nunca sera tan grave como aqui, porque tienen catalunha y pais basco que son la unicas regiones ibericas que no tienen este modelo economico, ai el motor de la economia es la industria de ponta y por esso las unicas economias con autosustentacion. Depois de superarmos esta crise, que necessita mais trabalho e empenho por parte dos portugueses, em vez de se armarem em desgraçados como ja é costume, ai podemos falar, quando estivermos capazes de negociar uma uniao em termos iguais, ai sim, ai haverá condições para que o projecto possa ter sucesso, mas até lá nao se iludam com os portugueses, somos assim mesmo, diras que somos lunaticos e pouco praticos, mas somos assim... Saludos

  45. #145 Lusitanoi 19 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Alevin, tienes razon quanto a los comentarios, son de lo pior que hay en absoluto, pero isso es lo que sucede quando se discute el tema de la union iberica, parece que dejan de ser razonables, salen los piores comentarios possibles, se va buscar viriato, don afonso henriques, la padera de aljubarrota, tudo lo que le passa por el cerebro e pueda transmitir su raiva, pero reconosco que es muy irracional, es verdad Desculpa las inundaciones, pero me parecio interessante que vosotros las conoscan porque infelizmente portugues, aqui, quase solo yo y era fundamental que vosotros conoscan la opinio del portugues médio, pues ai la tienen. Aunque ni siempre y fueran mas las vezes que no concordé con vosotros que el contrario me parecio muy interessante esta discussion y tambien concordo que nos hace falta a los dos paises discutir estas questiones, porque aun que no sirva para nada, siempre sirve para nos conocermos mejor entre nos. Porque mientras que los portugueses conoscan razonablemente espanha, la mayoria de los espanholes ainda nao nos conhecem, têm uma ideia muito esteriotipada dos portugueses e de portugal que corresponde a um portugal dos anos 60/70 e embora nos tenhamos desarrolado menos que espanha (e um facto!), nao quer dizer que estejamos como ha 30 anos atras nao é verdade? Desculpem a meio da frase mudar para portugues, mas os meus conhecimentos de castellano sao bastante reduzidos Saludos

  46. #146 Lusitanoi 19 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    ora ai esta o que eu chamo uma ideia fenomenal..... bacalhau com natas, carne de porco a alentejana, morcelas de arroz com grelos, caldeirada a ericeira, favas com entrecosto, arroz de marisco, migas de espargos a alentejana, rojoes a moda do minho, tripas a moda do porto, e para acabar um cozido a portuguesa tudo muito bem regado com vinho alentejano, do douro (duero), ou vinho verde do minho, e porque nao um tinto da rioja que los tiene tan buenos. Pero se me invitan, me gustan extraordinariamente las paellas valencianas a mi e pienso a todos los portugueses, pueden ser de carne, de pescado o mistas tanto se me dá, con vino de la rioja marchan todas, ehehehhehe Y pueden vir a mafra, que hago una parrillada de carnes tipica de aqui vosotros traen lo vino y yo aun les doy unos licores caseros (lo de maracujá todo el mundo le gusta o de canela muy alcoolico) y los dulces los dejen por nuestra cuenta que son mucho mas buenos que los vuestros (excepcion para la crema catalana) Vai, talvez assim consigamos por o iberismo em pratica. Vale?

  47. #147 Lusitanoi 22 de oct. 2006

    Biblioteca: Defensa de Nuestra Lengua y de Su nombre: EL CASTELLANO

    NO Hispania no es espanha Hispanos somos todos os da peninsula hispanica o iberica, portugueses e espanhois espanholes son solo vosotros! Aun que internacionalmente se ha relacionado siempre hispano con espanha, pero esso es otra cosa

  48. #148 Lusitanoi 24 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Boa! aceitam-se sugestoes para um encontro Elvas, por exemplo, o Mafra, dêem as vossa opinioes sobre o local para mim pode ser en toda la region central de portugal o en extremadura espanhola apenas por question de distancia, nada mas. El fin de semana es bueno para mi,sabado o domingo, en los otros dias trabajo duro, vosotros no? vale que se no trabajan, ya me convenceran, tambien quiero ser espanhol, ehehehhehe

  49. #149 Lusitanoi 24 de oct. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Olivenza trae malas recordaciones, es mejor no! y ademas era como admitir vuestra anexacion y isso jamas!

  50. #150 Lusitanoi 10 de nov. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Amigos, está reaberto o forum sobre o iberismo.... Veja-se esta noticia de ontem no "Publico", o que voces arranjam....lolololololol ..... Queixa na Procuradoria contra ministro Mário Lino por defender iberismo 09.11.2006 - 22h10 Lusa Um grupo de cidadãos, incluindo vários oficiais reformados, entregaram, hoje, uma participação na Procuradoria-Geral da República, contra o ministro das Obras Públicas, pelas declarações de Mário Lino a defender o iberismo, disse um dos promotores da iniciativa. Os subscritores da queixa consideram que o ministro, ao afirmar-se "iberista convicto" e ao considerar que a "unidade histórica e cultural ibérica é uma realidade que persegue tanto o Governo espanhol como o português", incorreu no crime de traição à pátria, punido com uma pena de dez a 20 anos de prisão, de acordo com o Código Penal. Ao afirmar a "Ibéria" como uma "nova ‘realidade’", Mário Lino "ofende e põe em perigo a independência de Portugal", porque é "incompatível" com a união dos dois países ibéricos, defende a participação com doze subscritores entregue na Procuradoria. A atitude do ministro é "inadmissível em qualquer parte do mundo", e se Mário Lino "quer ser castelhano, que vá para lá", para Espanha, disse um dos promotores da queixa, o tenente-coronel reformado da Força Aérea João Brandão Ferreira. Como "não houve condenação moral, nem política e a Procuradoria não tom ou nenhuma decisão - e devia tê-lo feito", o grupo decidiu tomar a iniciativa, " num puro gesto de indignação", acrescentou. As declarações do governante, "nunca desmentidas", foram feitas a 23 de Abril, em Santiago de Compostela, Espanha, mas a queixa só foi entre agora porque o processo "arrastou-se", devido às "inércias naturais nestas coisas", afirmou o piloto-aviador aposentado. "Tenho vergonha de ter um ministro que diz uma coisa daquelas", afirmou Brandão Ferreira, sustentando que "as pessoas não podem dizer asneiras e ficar impunes". Para o militar, "o risco" de Portugal ser anexado por Espanha "é efectivo" e "só não é maior porque eles estão divididos", numa alusão às autonomias de várias regiões espanholas, como a Catalunha, o País Basco ou a Galiza. Os espanhóis "estão a tomar conta disto em termos económicos e culturais", considera, apontando a banca como um dos exemplos, onde, diz, 25 por cento dos bancos nacionais está na mão dos espanhóis. "E se chegar aos 51 por cento", interroga. O ministro escusou-se a comentar a queixa. Cerca de uma semana depois das declarações de Mário Lino terem sido divulgadas, o primeiro-ministro, José Sócrates, veio a público defendê-lo, considerando que "disse que era iberista no sentido em que Portugal e Espanha precisam de ter uma visão conjunta no que diz respeita à gestão territorial, das infra -estruturas e dos recursos naturais". José Sócrates salientou a importância dos ministros terem "visões partilhadas com os dirigentes políticos espanhóis em termos de gestão dos recursos naturais, de articulação dos planos hidrológicos, e também de articulação do plano de desenvolvimento infra-estrutural" nacional. Um mês depois das declarações, a 24 de Maio, o PS chumbou, na reunião da Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, uma audição do ministro das Obras Públicas, Mário Lino, pedida pelo CDS-PP. O requerimento em que o CDS-PP pedia a audição do ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações em Comissão, considerando que as suas declarações "põem em causa a soberania nacional", obteve os votos favoráveis do PSD e do PCP mas foi chumbado pela maioria parlamentar socialista. "Apesar de o senhor ministro querer vir cá, o PS entende que o CDS-PP a penas pretendia criar um facto político que é artificial, que mais releva da chacota do que da actividade fiscalizadora da Assembleia da República", justificou o deputado socialista Ricardo Rodrigues.

  51. Hay 221 comentarios.
    página anterior 1 2 3 4 5 página siguiente

Volver arriba