Resultados para “Usuario: Lusitanoi"

Este buscador realiza búsquedas sobre el texto íntegro de los Artículos, Poblamientos, Imágenes y Archivo de conocimientos, así como sobre los comentarios a los Artículos y Poblamientos.

Buscador Global

Tipo de búsqueda
No literal (todas las palabras en cualquier orden) · Sólo en el título

Buscar en:
Biblioteca · Poblamientos · Archivo de Conocimientos · Imágenes · Comentarios

Si no marcas ningún área, buscará en todas (excepto en comentarios).


Comentarios

Tijera Pulsa este icono si opinas que la información está fuera de lugar, no tiene rigor o es de nulo interés.
Tu único clic no la borarrá, pero contribuirá a que la sabiduría del grupo pueda funcionar correctamente.


  1. #51 Lusitanoi 27 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    Que es espanha senon un monton de cacos?

  2. #52 Lusitanoi 27 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    ok, levas as rodas que eu fico com a bicleta... Adeusinho

  3. #53 Lusitanoi 27 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    gracias por la correcion Elpater. la ideia era de los fragmentos mismo.

  4. #54 Lusitanoi 27 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    Ainé, es una galega marafada!, ehehehheeh

  5. #55 Lusitanoi 27 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    Ainé, por esse poema, subiste muitissimos degraus na minha consideração e até te limpaste de algumas coisas que possa nao ter gostado, sim senhor, apoiada, mas es marafada mesmo.....lololololol

  6. #56 Lusitanoi 28 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    Pierre Bourdieu e o estudo da identidade nacional José Manuel Sobral (ICS da Universidade de Lisboa) WP6-05 November 2005 Please address correspondance to INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS- UNIVERSIDADE DE LISBOA Avenida Professor Aníbal de Bettencourt, 9 1600-189 LISBOA Tel: (351) 217 804 700 - Fax: (351) 217 940 274URL: Hwww.ics.ul.ptH -------------------------------------------------------------------------------- ".....Chegados a este ponto, torna-se necessário, antes de prosseguirmos, enunciar algumas definições, de carácter muito básico, com o fim de tornar o conteúdo desta exposição mais preciso. Entende-se por ... por nação um grupo humano que possui a consciência de formar uma comunidade, partilhar uma cultura comum, ligada a um território claramente demarcado, ter um passado comum e um projecto comum para o futuro e reivindicar o direito a auto-governar-se (Guibernau 1999, pp. 14-15). "....Poderia existir uma Península Ibérica unificada onde não existisse um estado nacional português, porexemplo. Ou então poderia ter existido uma entidade política nacional cuja génese radicasse na unidade medieval dos falantes do chamado galego-português. Ou, a ter sido outro o resultado da revolta de 1640, Portugal bem poderia vir a ter um estatuto com alguma semelhança com o da Catalunha na Espanha dos nossos dias. Entretanto, o que ocorreu em Portugal foi a geração da nação a partir da fundação de um reino, que deixou de fora das suas fronteiras parte dos falantes do galego-português. Com esse estado formou-se concomitantemente um território delimitado por fronteiras, definiu-se umalíngua própria, produto do contacto entre o galego-português e os falares moçárabes do Sul, produziram-se símbolos, estereótipos colectivos, distinções entre “nós” e os“outros”, aprofundaram-se essas clivagens, nomeadamente pela guerra. Surgiu um nomecolectivo para a entidade política e para o território que controlava – Portugal –, bem como para os habitantes – o de portugueses. Tudo, língua, símbolos, processos, sedimentados, consolidados no tempo, na longa duração (Albuquerque, 1974; Mattoso,1985; Sobral, 2003).

  7. #57 Lusitanoi 28 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    Amerginh, te esta tomando por portugues, filho! a moça marafada e a teoria da conspiração......

  8. #58 Lusitanoi 28 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    rcg873 ja respondi a mesma pergunta no forum de "Apellido Pérez" que me foi feita pelo Brigantinus, ainda para completar, pergunto eu? que falas tu? um galego adulterado com castelhanismos ou um dialecto de castellano com substracto galego? parece me mais a segunda hipotese nao? Pois é, o portugues´, é um ramo evoluido do antigo "galego-portugues", aquele que evoluiu mais correctamente, pois evoluiu por conta própria sem a acção de outra qualquer lingua dominante neste territorio, por isso pode-le considerar a evolução nacional do galego portugues antigo, se quiseres chamar lhe dialecto do galego-portugues, o problema é teu. Mas o Galego que voces falam, desculpa é demasiado adulterado e a sua evolução tem sido e vai continuar a ser a assimilação pelo castellano, quer gostes quer nao. Pelo que o seu fim ja se avista ao longe ou nao? Por tudo isto, é impossivel alguem considerar que o portugues possa ser um dialecto do actual galego, porque o galego, meu caro, ja nao existe! Repara que nao tenho quaisquer problemas em considerar o portugues um dialecto do galego-portugues, como tu nao deves ter qualquer problema em considerar o castellano/espanhol um dialecto do Latim, pois ambas as linguas que deram origem as nossas, ja nao existem, ehehhehehe nem o galego-portugues nem o Latim. Quanto a evoluçao do portugues ja o explicou e muito bem o nosso amigo Bandeirante. Ve se te afinas rapaz.... Abraço

  9. #59 Lusitanoi 28 de mar. 2006

    Biblioteca: O que é um Estado Nacional ?

    Agora para ti Ainé, O sentido da "moça marafada" ja o conseguiste agarrar no poema que encontraste e muito me fez rir. Esse termo aplica-se no Algarve e procurar definir aquele tipo de mulher algarvia que contrasta com a mulher do sul, pois é uma mulher muito activa, que fala muito, discute com todos, que se chateia muitas vezes, mas ao mesmo tempo é admirada e cobiçada por todos porque tem uma energia fora do comum, entendes? És uma boa amiga, sempre disposta para a farra, nunca tens fadiga, começas e mais ninguém te agarra. A ti ninguém te cala, sempre com algo a dizer, de certezas que ninguém abala, também desejosa de aprender. Aplica-se ou nao a ti? pareces me ter uma energia enorme, chateias te bem aqui no forum, ninguem te cala pois nao? nunca te cansas.... ninguem te agarra... Eu nao te conheço mas parece-me que este termo se aplica a ti na perfeição é ou nao é? so conheço as tuas intervenções aqui no forum no entanto, da para ver que es bem marafada. Uma mulher marafada, é normalmente altiva, energica, orgulhosa e muito activa, no entanto é também muito inteligente e dominadora, entendes? Conclusão: É ou nao és uma Moça Marafada? ehehehhehe chamo te isto com carinho ok? Beijinhos

  10. #60 Lusitanoi 09 de abr. 2006

    Biblioteca: Historia de los visigodos en Hispania en el s. V (Primera parte)

    F. con todo el respecto, hay un dicho en portugal que dice que "si mi abuela tenia ruedas, no seria una abuela, seria un coche" que prova bien como es impossible prever alternativas al presente y al futuro. Apesar de concordar que no han sido un pueblo tan importante para la historia como los visigodos, piensa bien: Aun que no esta probado que el reino de portugal sea una consequencia del reino suevo, podremos perfectamente suponer que la independencia de portugal tenga un substracto de aspiraciones independentistas que puedan ter nascido en el reino suevo y en consequencia concluir que si no hubiera el reino suevo no estarian criadas las condiciones ideales para la formacion de portugal. Ahora piensa en la hipoteses de la no existencia de portugal. En la no existencia de los descobrimientos portugueses Ahora piensa como el mundo de hoy seria tan distinto por la no existencia de portugal, brasil, angola, etcc.. necessitas más? Abraço

  11. #61 Lusitanoi 11 de abr. 2006

    Biblioteca: Historia de los visigodos en Hispania en el s. V (Primera parte)

    isto é que dizes tu: "Lusitanoi, puedes suponer lo que quieras, por supuesto, pero no me parece que tenga base histórica eso que dices. Probablemente me falten datos al respecto, pero no sabía que los reyes portugueses se hubieran considerado herederos de los suevos." e isto é o que eu dice: "Aun que no esta probado que el reino de portugal sea una consequencia del reino suevo, podremos perfectamente suponer que la independencia de portugal tenga un substracto de aspiraciones independentistas que puedan ter nascido en el reino suevo y en consequencia concluir que si no hubiera el reino suevo no estarian criadas las condiciones ideales para la formacion de portugal." podes me dizer onde disse que "los reyes portugueses se hubieran considerado herederos de los suevos."? O que eu disse e é o que te vou explicar melhor agora: Hoje em dia a maioria dos historiadores portugueses concorda que desde cedo existiu uma individualidade do ocidente até anterior à romanização e que tem continuidade com a cultura castreja e no caracter dos lusitanos. O reino suevo continua esta individualidade ocidental, nao esqueças que Braga a mais importante cidade da galecia, foi a capital do reino suevo e o Porto a sua primeira praça forte, pelo que mesmo que os reis de portugal nao se considerem descendentes dos reis suevos, que importancia isso tem? o que tem importancia é que desde sempre houve uma individualidade do ocidente e claro que neste contexto é importantissimo o reino suevo porque representa essa mesma individualidade e pressupoe uma continuidade das aspirações independentistas relativamente ao resto da peninsula, que se hao-de confirmar mais tarde com o reino de portugal. Como vês, eu nao disse nada daquilo que tu leste nos meus comentarios, mas isso ja é uma questao que me ultrapassa. Abraço

  12. #62 Lusitanoi 11 de abr. 2006

    Biblioteca: IRUÑA-VELEIA

    Cova da Iria é precisamente o lugar onde se encontra o santuário de Fátima

  13. #63 Lusitanoi 11 de abr. 2006

    Biblioteca: IRUÑA-VELEIA

    Nome arabe de Santarém = Chantarin, Chantirein ou Xantarin

  14. #64 Lusitanoi 25 de abr. 2006

    Biblioteca: POLEMICA SOBRE EL ORIGEN DEL HABLA CACEREÑA DE VAL DE XÁLIMA

    A mi me gustaria de ver una opinión de los hablantes da Fala, no? Quien son los gallegos para se imponer assi? A FALA és tan parecida con el gallego actual como con el portugues actual non? Pelo que he oido decir los hablantes da Fala no se identifican nin poco mas o menos con los gallegos.

  15. #65 Lusitanoi 26 de abr. 2006

    Biblioteca: Colon: los documentos legales

    Giogio perdona, no he visto antes tu pergunta. La lógica és que D. Joao I no queria que otros pueblos llegassen a India antes de Portugal. Se cre que los navegadores portugueses ya habian descoberto brasil antes de colombo hay alguns documentos que hablan de tierras al ocidente (brasil) y que mando Colombo para los reis catolicos para que fueran a essas tierras equivocados con India que era lo que colombo y los reis catolicos pretendian no? Al mismo tiempo el tratado de tordesillas que dividio el mundo al medio ganava para portugal grande parte de america do sul hoy brasil. Espanha assino el tratado pensando que restava todo la america del sul para si, tera sido apenas coincidencia portugal ter impuesto las lineas del tratado para ganar brasil o saberia previamente que aquelas lineas quedavan grande parte del continente para si? Entiendes? por 1 lado mandar los espanholes para america del sul equivocado que era India enquanto los portugueses llegavan a India por el cabo de las tormentas y por otro dividir el mundo al medio reservando para si grande parte del nuevo continente tera sido todo esto coincidencia?. Es mui duvidable tambien el hecho de colombo pues que descobrio america tenga venido en primer lugar a visitar D. Joao de portugal antes de se ir a espanha no? que tenia colombo para decir al rei portugues se estaba al servicio de espanha? No era para se abastecer porque nel regresso de america ha parado en una de las islas de azores y se abastecio para la continuacion del viaje. La polemica és esta mui resumidamente. Abraço

  16. #66 Lusitanoi 30 de abr. 2006

    Biblioteca: POLEMICA SOBRE EL ORIGEN DEL HABLA CACEREÑA DE VAL DE XÁLIMA

    No fim de ler com atençao este forum, ja entendi bem o que se pretende, ok! A galiza fala uma lingua muito comum ao portugues, é evidente a parecença com o Portugues standard por exemplo quando comparado com o castellano e ainda mais parecido com alguma falas dialectais portuguesas, buenissimo! Quando lido e ouvido por um portugues-hablante, sao evidentes os rasgos de portugues existentes no galego actual por isso em Portugal vamos arranjar um BLOQUE NACIONALISTA PORTUGUES, BNP e vamos reivindicar o galego como lingua portuguesa, que se lixem os galegos. nem vamos querer saber da opiniao deles para nada, o BNP é que diz o que é bom para os galegos, falem portugues e mai'nada! Realmente, foi preciso encontrar este forum para verificar como os galegos sao obstinados..... Ponham de uma vez por todas nas vossas cabeças tontinhas uma coisa: Algures pelos seculos IX a XI existia uma lingua no ocidente da peninsula a que hoje chamam galego-portugues, essa lingua evoluiu como acontece com todas as linguas.... e como em todos os casos evoluiu distintamente conforme as regioes por razoes politicas, geográficas, etccc Nessa evolução temos 3 formas perfeitamente distintas, em primeiro lugar a evolução natural deu origem ao portugues, em segundo lugar temos o galego actual bastante modificado pelo castelhano e em terceiro lugar temos a fala do vale de Xálima, dificultado pelo isolamento geográfico e também pelo castellano. E penso que pouco mais haverá a dizer sobre isto, A FALA não é galego, é a FALA, uma lingua que evoluiu do galego-portugues e pronto! E por favor deixem-se de merdas, A FALA é de quem a fala e eles e apenas eles devem decidir o que querem para a sua propria lingua. Se por acaso eles quizerem que a sua lingua morra, quem os pode impedir? Se outras coisas quizerem, deixem nos decidir ok? Gracias

  17. #67 Lusitanoi 30 de abr. 2006

    Biblioteca: Acerca del macrotopónimo "LAS HURDES"

    "urze" es el nombre de un arbusto en portugues, mucho comun en la beira baixa e zona fronteiriça: Urze = Nome de diversas plantas da família das Ericáceas, espontâneas em terrenos pobres em cal e com flores de cores diversas Me parece que tu teoria estara cierta, reuve Um abraço

  18. #68 Lusitanoi 01 de mayo de 2006

    Biblioteca: POLEMICA SOBRE EL ORIGEN DEL HABLA CACEREÑA DE VAL DE XÁLIMA

    So um aparte: "Eses colonos eran galegos, e falaban galego (xa crebara o galego-portugués nas dúas variedades). Logo, a orixe da fala é galega." Diz-me Ofydd que certeza podes tu ter que ja havia o galego-portugues nas duas variedades na epoca em que vieram os colonos? Nao me parece que possas ter essa certeza, nao ha registos historicos que ja houvesse diferenças nessa epoca, nao é verdade? A unica certeza que ha é que a origem é o galego portugues, porque nessa epoca pelo menos na metade norte de portugal é provavel que se falasse uma lingua muito proxima ao galego inicial ou nao? Prova me que tens razao...

  19. #69 Lusitanoi 01 de mayo de 2006

    Biblioteca: POLEMICA SOBRE EL ORIGEN DEL HABLA CACEREÑA DE VAL DE XÁLIMA

    O que me parece é que com a castelhanizaçao tanto do galego como da Fala, ambas as linguas ficaram mais parecidas e menos com o portugues, apenas isso, como tu proprio dizes Amerginh. A região de Castelo Branco tem duas pronuncias bem distintas, é uma região de transição entre norte e sul, tal como o ribatejo e a estremadura. A norte de Castelo Branco, nas encostas da serra da estrela e na parte norte a fonética é perfeitamente norteña, sibilam os "s" e apresentam as vogais abertas, pronuncias muito proximas da zona da guarda que é o caso da Covilhã, Belmonte e naquela zona fronteiriça também existe essa fonetica, a Norte de Idanha, mais propriamente "monsanto", como podes ver neste mapa de dialectos na web: http://www.instituto-camoes.pt/cvc/hlp/geografia/mapa06.html Podes ouvir exemplos das fonéticas é interessante a pagina

  20. #70 Lusitanoi 01 de mayo de 2006

    Biblioteca: POLEMICA SOBRE EL ORIGEN DEL HABLA CACEREÑA DE VAL DE XÁLIMA

    Podes ouvir as falas açoreanas para veres como se torna inteligivel e o numero de vogais que eles têm, ouve o nº 6 da ponta da garça, ehehhehe

  21. #71 Lusitanoi 01 de mayo de 2006

    Biblioteca: Colon: los documentos legales

    No conosco suficientemente el tema para te contestar, pero esso tema esta siendo estudiado por los historiadores portugueses actualmente. Se concluye que Colon seria un espion a las ordens de D. Joao II. Quanto a haber italianos en Goa a la llegada de los portugueses esso es oficial en la historia portuguesa, la rota de la seda incluso con Marco Polo és suficientemente ilustrativa. Lo que los portugueses ha hecho fue descobrir el camino maritimo para la India, vale? que mas tarde se demonstro no ser rentable pero esso es otra historia. Abraço

  22. #72 Lusitanoi 01 de mayo de 2006

    Biblioteca: Colon: los documentos legales

    Un continente no, medio continente, pelo tratado de tordesillas, america del sul se quedo divida al medio, es esso el centro de la polemica, porque el tratado dejava tantas tierras a portugal? si lo saberian los reys catolicos? lo saberia D. Joao II? ha sido uno acaso? no lo sé pero se lo esta estudiando.

  23. #73 Lusitanoi 01 de mayo de 2006

    Biblioteca: POLEMICA SOBRE EL ORIGEN DEL HABLA CACEREÑA DE VAL DE XÁLIMA

    es esso mismo, A FALA, una evolucion distinta de las otras con todas las influencias que ha tenido.

  24. #74 Lusitanoi 02 de mayo de 2006

    Biblioteca: Colon: los documentos legales

    La primera division fue si el tratado de tordesilhas, no otro vale? quieres acreditar que los reis catolicos han dado de buen grado la mitad de america del sur a Portugal? no lo creo...... Y porque negocio D Joao II la linea del tratado tanto al ocidente? Se piensa que los portugueses ja conocian la existencia de brasil, hay documentos duvidosos en portugal sobre la relacion entre colon, portugal y castilla, si no fuera esso no estavan los historiadores en este tema no?

  25. #75 Lusitanoi 02 de mayo de 2006

    Biblioteca: Colon: los documentos legales

    "No regresso, em princípios de 1493, passou por Lisboa onde deu conhecimento dos resultados da sua expedição ao Príncipe Perfeito. Este reclamou para si a posse das terras encontradas por Colombo, pois de acordo com o Tratado de Alcáçovas‑Toledo, assinado pelos monarcas de Portugal e de Castela, pertencia ao monarca português o direito de descobrir terras para sul das Canárias. Foram encetadas negociações diplomáticas entre ambos os reinos e, em última análise, o resultado das mesmas foi a assinatura do Tratado de Tordesilhas que alterou significativamente os direitos de navegação e descoberta de cada um dos reinos. Passou‑se de uma linha divisória definida por um paralelo, para outra definida por um meridiano, ficando Portugal com os direitos sobre o Oriente, enquanto que Castela ficou com os direitos sobre a América, excepto o Brasil, e sobre o Pacífico." http://www.instituto-camoes.pt/cvc/navegaport/d04.html

  26. #76 Lusitanoi 02 de mayo de 2006

    Biblioteca: Colon: los documentos legales

    Puedes ler esta pagina que tiene toda la polemica, incluso el nombre de "Cuba" es que hay una "Cuba" en el alentejo mas antigua que 1492 http://amigosdacuba.no.sapo.pt/paginas/p14-cristovaocolombo.htm#BULAS%20E%20TRATADOS#BULAS%20E%20TRATADOS ou esta: http://kapa.blogspot.com/2003/10/colombo-filho-de-portugal.html És curioso los nombres que ha dado a las islas, quase todos nombres portugueses, a empezar por Cuba.

  27. #77 Lusitanoi 02 de mayo de 2006

    Biblioteca: -------------------------------

    entonces Ainé, existe o no existe? no es cosa solamente de Portugalicia? ehehehhehe

  28. #78 Lusitanoi 19 de mayo de 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    Ainé hay centos de "corredouras" em portugal desde o minho ao tejo

  29. #79 Lusitanoi 20 de mayo de 2006

    Biblioteca: Del Latín al Gallego: Evolución de los topónimos en Galicia

    eido eido | s. m. | adv. do Lat. adito subst. masculino: pátio; quinteiro; quintal; recinto para animais, anexo às casas aldeãs; ant., lugar que compete a pessoa ou coisa; adv., unicamente, excepto

  30. #80 Lusitanoi 21 de mayo de 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    corredoura corredoura s. f., lugar de passagem, mais ou menos largo; servidão; corredor; peça que está debaixo da mó dos moinhos; ant., corrida; Alentejo, lugar nas feiras, destinado às cavalgaduras; Estremoz, caminho em declive que dá acesso à fornalha do forno de cozer as telhas e por onde se arrasta a lenha até à boca da fornalha.

  31. #81 Lusitanoi 21 de mayo de 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    vereda do Lat. vereda s. f., caminho estreito; atalho; viela; senda;

  32. #82 Lusitanoi 21 de mayo de 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    carreiro s. m., aquele que guia o carro de bois; caminho estreito; vereda; atalho; espaço entre fileira de árvores; caminho que as formigas seguem, umas após as outras; trilho de caça;

  33. #83 Lusitanoi 07 de jun. 2006

    Biblioteca: Molinos de Viento, Molíns de Vent, Muiños do Vento,...

    Ainé, Moinhos de vento existem muito diferentes nos açores, practicamente cada ilha tem um tipo de moinho distinto, ve se consegues aceder a estas paginas, o tipo de moinho tem a ver com a origem dos povoadores de cada ilha e elas foram povoadas essencialmente por portugueses e flamengos ( Flandres - Belgica) Ilha graciosa http://groups.msn.com/Galeriacores/moinhosdeventowindmills.msnw?action=ShowPhoto&PhotoID=2296 ilha do Faial http://groups.msn.com/Galeriacores/naturezailhadofaialnature.msnw?action=ShowPhoto&PhotoID=2476 ilha do pico http://groups.msn.com/Galeriacores/cantariadopico.msnw?action=ShowPhoto&PhotoID=2869 ilha do corvo http://groups.msn.com/Galeriacores/paisagemdocorvo.msnw?action=ShowPhoto&PhotoID=4110 ilha santa maria http://www.viaoceanica.com/servicos/postaisvirtuais/personalizar.php?id=75&cat=3&sub=24 estremadura (centro portugal) http://www.google.pt/url?sa=U&start=5&q=http://alfarrabio.di.uminho.pt/vercial/fotos/leiria/penich06.htm&e=14905&ei=URGGROAKk4yIAuzEkNQO http://www.google.pt/url?sa=U&start=13&q=http://www.leaderoeste.pt/LeaderII/Area3/Rota_moinhos/rota_moinhos.html&e=14905&ei=uRGGRJihFMqSiAKtyIn7Dg saludo

  34. #84 Lusitanoi 07 de jun. 2006

    Biblioteca: Molinos de Viento, Molíns de Vent, Muiños do Vento,...

    so por curiosidade existem na Galiza moinhos de marés? nao sei como se diz em espanhol "maré", movimento oscilante do nivel do mar junto a costa, como se diz? aqui vai um exemplo de como funciona http://www.google.pt/url?sa=U&start=15&q=http://www.naturlink.pt/canais/Artigo.asp%3FiArtigo%3D1736%26iCanal%3D29%26iSubCanal%3D3813%26iLingua%3D1&e=14905&ei=JhqGRK70C5ucigKK_dzWDg

  35. #85 Lusitanoi 07 de jun. 2006

    Biblioteca: Fronteiras e Identidades

    gracias reuve e me gusta mucho el final de tu intervencion, tambien concordo: Hoy la mayoría de los portugueses y españoles estamos recuperando el placer de vivir en armoniosa y mutuamente enriquecedora vecindad hay dos paises quasi desconocidos entre si en la peninsula

  36. #86 Lusitanoi 07 de jun. 2006

    Biblioteca: Molinos de Viento, Molíns de Vent, Muiños do Vento,...

    los hay aun que mui pocos desde el mondego (coimbra) hasta el guadiana

  37. #87 Lusitanoi 13 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    Bem Ainé, Já sabes, que apesar de engraçada marafada, agora nao posso concordar contigo, queres ver a tese portuguesa? assenta que nem uma luva..... Já agora pelo menos o nome de "Portosanto" esse pelo menos é de origem portuguesa, pois Colombo viveu na ilha de Porto Santo, (arquipelago da Madeira, Atlântico) casado com Leonor Perestrelo (outra portuguesa talvez de origem italiana). O unico lugar do mundo onde existe o toponimo "Cuba" é uma vila alentejana do districto de Beja e que pelos vistos teve relaçao com Colombo, mas para melhor te informares deixo te aqui uma pagina que ilustra por completo a tese portuguesa. Existem umas ilhas ao largo de peniche que se chamam "Estelas" http://amigosdacuba.no.sapo.pt/paginas/p14-cristovaocolombo.htm#NASCIDO%20NA%20CUBA e ainda este outro bem interessante http://kapa.blogspot.com/2003/10/colombo-filho-de-portugal.html Como podes ver ha uma explicaçao portuguesa para os toponimos que deram nome as ilhas, quanto aos outros que certeza tens que foi colombo que lhe deu o nome ou marinheiros e colonos galegos que os ouve e ha ainda em grandes quantidades na america latina? "... deu o nome de S. Salvador (no actual arquipélago das Bahamas). Ora, apesar de usar o pseudónimo de Cristóvão, e de assinar XpoFERENS (aquele que leva Cristo) na sigla cabalística, o verdadeiro nome do navegador era Salvador." "...À segunda ilha deu o nome de Santa Maria da Conceição, Procurando a origem de Santa Maria da Conceição, que Frei Fernando Colom, filho do navegador, indica estar relacionada com a devoção do Almirante, verificou-se que nem em Córdova, nem em Sevilha por onde Colom andou em Espanha, nem em Génova existia qualquer igreja devotada a Nª Sra. da Conceição, mas sim em Beja, o convento mandado edificar pelo Infante D. Fernando (pai de Colom) em 1467." "...À terceira ilha deu o nome de Fernandina, tendo Frei Fernando Colom referido que o foi em honra de D. Fernando, o Rei Católico de Espanha. Mas o topónimo Fernandina não deriva de Fernando, e sim de Fernandes (filho de Fernando) e Colom tinha Fernandes no seu nome verdadeiro, Salvador Fernandes Zarco." "...À quarta ilha chamou Isabela, que poderia ser em homenagem à Rainha Isabel a Católica mas também em homenagem a sua mãe, Isabel da Câmara. Mas se fosse em homenagem à Rainha Católica, que mais apoiou Colom enquanto o Rei não o aceitava, ter-lhe-ia dado primazia e atribuído o nome à terceira ilha." "...E à quinta ilha o nome de Juana, admite-se que em honra do Rei D. João II, mas depois, para manter o sigilo da sua missão, trocou-o por Cuba, nome da sua terra natal no Alentejo." "...Os nomes que Colom foi atribuindo aos lugares das Antilhas que descobriu correspondem, na sua maioria, a topónimos portugueses, quase sempre do Alentejo, nomeadamente S.Bartolomeu, S.Vicente, S.Luís, Sta.Luzia, Guadiana, Porto Santo, Mourão, Isabel, Sta. Clara, S.Nicolau, Vera Cruz, Espírito Santo, Guadalupe, Conceição, Cabo de S. João, Cabo Roxo, S.Miguel, Sto.António, Sto.Domingo, Sta.Catarina, S.Jorge, Trindade, Ponta Galera, S.Bernardo, Margarida, Ponta de Faro, Boca de Touro, Cabo Isabel, ilha dos Guinchos, Salvador, Santarém, Cuba, Curaçao e Belém, entre outras." "...Sendo certo que alguns destes nomes são comuns em português e castelhano, outros só existiam na língua portuguesa, como Brasil, Santarém, Curaçao, Faro, Belém, Touro, e Ponta." Como vês existem outras explicações bastante mais bem suportadas que essas tuas nao? que achas? Abraço

  38. #88 Lusitanoi 14 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    e para que pode servir essa lista Ainé? se nao se conhece quem deu os nomes?

  39. #89 Lusitanoi 14 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    "¿Cómo conocía Colón tan detalladamente estos accidentes. Ya que ningún marino conoce hoy en día todos estos detalles, aunque sea natural de la localidad?" Que provas tens que foi Colombo que lhes deu o nome?

  40. #90 Lusitanoi 14 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    Ainé, non me respondestes, que provas tens que foi colon que deu esses nomes?

  41. #91 Lusitanoi 14 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    Ainé, com todo o respeito ..... desisto....

  42. #92 Lusitanoi 14 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    Tudo palavras portuguesas, se algumas apenas existem actualmente em gallego, existiam pelo menos no portugues do sec XV. QUE COINCIDENCIA....... EHEHEHHEHEHEH Já repararam como existem coincidencias entre portugal/portugues e Colombo? ehehehehhehe Gianini, tens toda a razão do mundo, é o que é! Tampouco está demonstrada a tese portuguesa, nem nenhuma das outras pois como sabemos tudo continua em aberto e desconfio que mesmo depois dos resultados das analises ao ADN tudo ficara mais ou menos como dantes. Agora vir para aqui com uma lista de coincidencias, apenas por serem coincidencias nao demonstradas, é o maior absurdo que já vi e custa me a acreditar que tal coisa venha da Ainé que até aqui eu tinha alguma consideração, mas como se diz em portugues, NO MELHOR PANO CAI A NÓDOA! Saludos

  43. #93 Lusitanoi 14 de jun. 2006

    Biblioteca: ---------------------------

    Si Amerginh, me equivoqué, tienes razon, ha sido Filipa Muniz de Perestrelo, el adelantado de la hora..... hace dessas cosas, gracias por tu correcion. Quanto a Cuba, es una explicacion que no me parece mal, pero no te olvides que estavamos hablando de coincidencias...... lololololol Obrigado

  44. #94 Lusitanoi 22 de jun. 2006

    Biblioteca: Arabismos de la lengua castellana.

    Berlanga en Cadis de origen arabe. el nombre de las islas "BERLENGAS" en la costa atlantica portuguesa podera ser de origen arabe tambien, alguen sabe?

  45. #95 Lusitanoi 15 de ago. 2006

    Biblioteca: GALIZA ARDE

    Ainé En portugal ha muito tempo que se fala desse paraquedas incendiarios, passa um aviao e uns minutos depois começa um fogo e como sabes o que aconteceu este ano na Galiza, ja ha muitos anos que acontece em portugal. Dizem-se muitas coisas por cá, mas as principais são: - os paraquedas incendiarios, porque os avioes que que apagam incendios ganham à hora, quanto mais incendios houver, mais ganham - depois fala-se do negocio da madeira, os madeireiros pegam fogo as matas, para que os proprietarios baixem os preços e vendam mais barato o que lhes resta. - no ultimo ano, 2005, começou-se a falar de outro negocio, os dos materiais para incendios que segunda parece e um negocio bastante lucrativo e pelo que dizem esta todo nas mãos dos proprios comandantes dos bombeiros voluntarios (ve só onde chega a miseria humana) - e claro também da pressao urbanistica, mas tanto quanto sei também aqui ha a obrigação de replantar os terrenos ardidos com a mesma vegetaçao que tinham antes. - e ainda e claro as vinganças pessoais e também muitos fogos postos apenas por divertimento de gente má e irresponsavel. Embora oficialmente se diga que a maior parte dos fogos sao casuais quem anda por ai pelo pais sabe muito bem que nao é assim, pois na maior parte dos fogos eles começam logo com mais do que uma frente e muitas outras coisas que eu ja presenciei nomeadamente aqui ao pe da minha casa no ultimo incendio de Mafra, enfim....

  46. #96 Lusitanoi 28 de sep. 2006

    Biblioteca:

    Como diz uma canção brasileira: "Mandaram-me chamar, o que é que foi estou aqui!" Bem, meus futuros companheiros de estado (ehehhehehehe), como vao ter que aprender a falar portugues, hoje como nao podia deixar de ser, vou escrever em portugues e espero nao voltar a ser ofendido como ja o fui aqui neste forum por usar esta bela e melodiosa lingua lusa! Nem sei por onde começar, mas talvez de tudo o que tenha lido aqui neste forum, so uma simples frase se apraz escrever: "Como são loucos estes espanhois" Ainda assim, nao posso deixar de tecer os seguintes comentários: 1º - Uma sondagem é uma sondagem e nada mais vale que isso, escusam de estar já a "afiar a moca" que daqui, pouco ou nada levam. Uma sondagem com cerca de 1000 entrevistas tem a representatividade que lhe quizerem dar, nada mais. Por isso nao me parece merecedora de grande crédito. 2º - Li comentaários a este artigo que me deixaram um pouco perplexo, pois pensava que os meus amigos conheciam melhor este pais do que porventura conhecem, tais como: Kullervo 24/09/2006 18:41:29 "Yo creo que el portugués saldría beneficiado en la unión. Y todo, simplemente, por motivos económicos. La economía española es más fuerte que la portuguesa y acabaría invirtiendo cantidades ingentes de dinero para modernizar las estructuras del país, lo mismo que ha hecho con las regiones más desvaforecidas de España. Quase todos os anos passo por espanha (irremediavelmente sempre temos que atravessar espanha para sair daqui) e nao vejo que estruturas tao mais modernas existem em espanha que nao existem em portugal. Tao pouco vejo que Madrid seja maior ou mais moderna que Lisboa, prefiro Barcelona, será que sabem do que falam? E esta então parece me simplesmente deliciosa: "A la larga todo se iría resolviendo aunque no nos engañemos... Un portugués puede sentir el choque cultural al llegar a España pero..." Que choque cultural? de que está falando este? Será que vivemos em Africa? Bem.... talvez isto resuma o sentimento geral deste forum, complexo de superioridade.... nada mais. Afinal vejo que quase todos concordam que seria benefico para portugal mas ninguem consegue explicar porquê.... ehehehehhe que bem que vosotros estao na fotografia, lololololol (vao ter que aprender o "eheheheh" e o "lololololol", caso contrário nao se vao integrar na União, lololololol) Pessoalmente nao vejo que beneficios teria a economia portuguesa que nao tenha agora já, estamos num mercado livre europeu, ja pensaram? Eu proprio tenho empresas clientes espanholas (catalãs) que "de espanha nem bom vento nem bom casamento", "de leste nunca vem nada que preste", "um espanhol bom é um espanhol morto"... alem dos "filhos da puta dos espanhois", desculpem-me estes adjectivos, mas "es lo que hay". Portugal esta a atravessar uma grave crise economica e por consequencia é normal que o cidadao medio possa pensar que se em espanha se ganha mais, trabalha se o mesmo, e os bens de consumo sao mais baratos, isso possa siginificar que uma uniao faria aumentar os nossos salarios, mas todos sabemos que nas economias reais não é assim e se o fosse estariamos bem melhor com a uniao economica europeia nao é verdade? Pessoalmente também é minha opiniao, que iberistas, sempre os houve e haverá em portugal, nao somos propriamente uma ditadura, mas todos sabem que nos periodos em que nos unimos a espanha (e excepto durante o reinado do mui honroso Filipe I de Portugal e II de Espanha) sempre saimos a perder, porque teria agora que ser diferente, penso que também que existe uma pequena franja de cidadaos que gostariam de ver os dois paises juntos, sempre os houve, não é de agora apenas, mas que deverá na realidade do pais ser bastante mais baixa do que a apresentada pela sondagem, talvez nao passe de uns míseros 5 % ou menos. Bem, aqui têm a minha opinião: Uma confederação que respeitasse os direitos historicos de portugal, em termos de igualdade com espanha, ou seja, do tipo "um Pais, duas naçoes", talvez agrade aos portugueses, mas nem pensem em fazer baixar portugal ao nivel das vossas regioes autonomas, nem sequer os portugueses pensam nessa hipotese, isso posso-vos garantir. Mas também vi muitos comentarios que gostei e que passo a transcrever: excalibur_ 23/09/2006 17:10:31 As miñas respostas serían: 5) Os portugueses seriam descriminados ? Tratados em igualdade (Salvo en algunas regiones) Enaciado 24/09/2006 16:12:20 He vivido el tiempo suficiente en Portugal, como para no creerme esa encuesta. Pero si hace 3 ó 4 años se discutía en la prensa portuguesa, con motivo de la posible construcción de un tren de alta velocidad Lisboa-Madrid, si no sería mejor construir un gran aeropuerto en la capital portuguesa que permitiera el enlace con Europa sin tener que pasar por España! (delicioso) hartza 25/09/2006 23:10:35 Así como tampoco me valen alegaciones del corte de "...hay un nacionalismo portugués bastante fuerte también, porque nadie se libra del nacionalismo. ¡Joder! Pregunta en España, a ver si se quieren "unificar" con Francia, a ver qué te cuentan... No, si al final, ser "nacionalista" es algo que sólo les ocurre a "los otros"... (espectacular hartza) adriano Ayer, a las 10:09 Creo que la convivencia entre españoles y portugueses beneficiaría a ambos, y a nosotros en concreto, por ver si se nos pegaba algo de la buena educación y el tacto de los portugueses. (Boa!) Conclusão: Deixem-se de merdas e veja la se perdem o vosso complexo de superioridade em relaçao aos portugueses, talvez essa fosse a primeira pedra do futuro estado peninsular, embora tal como kaerkes penso que se aplica mais a alinea "D). Que lo sueños sueños son."

  47. #97 Lusitanoi 29 de sep. 2006

    Biblioteca:

    OK, vamos al suelo como dice kaerkes: A letra do hino é: Heróis do mar, nobre povo, Nação valente e imortal Levantai hoje de novo O esplendor de Portugal! Entre as brumas da memória, Ó Pátria, sente-se a voz Dos teus egrégios avós Que há-de guiar-te à vitória! Às armas, às armas! Sobre a terra, sobre o mar, Às armas, às armas! Pela Pátria lutar Contra os canhões marchar, marchar! .... Por canhões entenda-se "espanhois", ehehehehh Em primeiro lugar nao estou zangado, registe-se. Apenas respondi com um pouco de ironia como já me é proprio aqui neste forum, mas isso é uma caracteristica minha nao dos portugueses em geral, penso. Em resposta a Kaerkes: Conheço razoavelmente espanha e tenho ate um episodio de a cerca de 15 anos em Almuñecar, cerca de granada, procurava uma farmacia (pharmacia) e uma senhora que passeava em la calle me repetia que no me entendia, como se farmacia tivesse uma sonorização muito diferente de "pharmacia" so porque olhou para a matricula do carro, ja nao me entendia e quase todos os portugueses têm episodios ilustrativos do que pensam os espanhois de nosotros. Para Reuve: A espressão "Como são loucos estes espanhois" pelo menos deste lado da fronteira nao é tao perjurativa como possas pensar, alias apesar de ironica é até um pouco carinhosa, utilizamo-la para com os brasileiros e até que gostamos deles, pelo menos quando a referi nao foi num sentido perjurativo, foi mais no sentido de o assunto deste forum ser em minha opinião muito virtual e de realização quase impossivel, daí o "loucos", está esclarecido? Para Kullervo Tenho obviamente que pedir as minhas desculpas por ter citado recorrentemente os teus comentários, mas compreende que foi apenas no sentido de ilustrar aquilo que alguns espanhois pensam e que nos nao concordamos, haveria muitas outras observaçoes de outras pessoas, mas escolhi a tua porque ilustrava melhor aquilo com que eu nao concordo, nada de questoes pessoais ou coisas parecidas. Agora quanto as razoes porque nao concordo é o seguinte: devo esclarecer que conheço razoavelmente espanha, ja visitei de vacaciones toda a costa norte desde a galiza ao pais basco, toda a costa sul, ja estive por diversas vezes em madrid, segovia, granada, sevilha, barcelona, donostia, so nao conheço santander, teruel, cuenca e muito poucas cidades interiores de espanha, gosto de muitas coisas do vosso pais, mas prefiro ir a espanha como estrangeiro, ehehehheheh. Neste sentido, nao vejo onde possa estar o choque cultural, desde sempre os portugueses souberam de muitos dos habitos dos espanhois, ao contrario sempre houve e ha ainda um perfeito desconhecimento de portugal para vosotros, talvez nesse aspecto seja um choque maior para os espanhois ao observarem os habitos dos portugueses do que o contrario, neste momento penso que nao ha portugues nenhum que nao tenha ido a espanha por diversas vezes, no entanto existem ainda muitos espanhoies que ou nunca ca vieram ou vieram numas vacaciones muito rapidas que quase nao conheceram os habitos do país. Para mim por exemplo os horarios das refeiçoes nao me causam qualquer perplexidade, ja o mesmo nao posso dizer da pouco diversidade da gastronomia espanhola que alem de pouco diversa é na maioria das vezes imensamente pobre (opiniao generalizada dos portugueses e também dos franceses pelo que sei) e isso sim causa-me nao um choque cultural, mas um choque estomacal , ehehehheheh Quanto a certas opinioes que por vezes se vêm aqui em portugal acerca dos espanhois, tenho que dar te razao, é verdade que por vezes se exagera um pouco e se ridicularizam demais os espanhois, mas tudo tem uma razao de ser nao é verdade? e a historia justifica muitos dos mitos e habitos ainda existentes, mas nos ultimos anos esse odio de estimação por tudo o que e espanhol tem se esbatido um pouco graças á UE. Mas sejamos coerentes, o que pensam e dizem os espanhois dos franceses?.... pois.... Quanto a superioridade, acredito que nao a sintas tu proprio mas tens de admitir que se leres com atenção e isençao a maioria dos comentarios deste forum facilmente chegas a conclusao que os espanhois se sentem superiores e também é verdade que sob muitos aspectos o são, é um facto incontornavel, sao mais, mais ricos, mais poderosos, maiores, por isso é ate natural que surja algum sentimento de superioridade, a unica coisa que eu discordo é que muitas vezes se construam imagens de portugal que neste momento ja nao existem mas sim, existiram ha 30 ou 40 anos atrás e isso eu ja nao posso concordar. O vosso problema é que quando querem ir a europa nao sao obrigados a atravessar portugal tal como nos temos de fazer para sair daqui, (ainda nestas vacaciones fui para frança e tal como sempre tive que atravessar aquela campina deserta desde fuentes de oñoro ate ao pais basco) talvez ai ja nos conhecessem melhor, nao? Quanto a Hawwahante Continuo na opiniao que pouco mudaria, repara: dizes que: La geografía del pais vecino, y el hecho de que vivamos de espaldas los unos a los otros, han configurado un pais muy volcado al mar con grandes problemas de comunicacion. Por acaso desconheces a rede de autoestradas actuais? nao vejo esses grandes problemas de comunicaçao? vai-se de auto-estrada desde Vigo até Ayamonte passando por Lisboa, de Lisboa a Badajoz-madrid, de Lisboa/porto a Fuentes de oñoro-salamanca-irun-paris, etc.... Ciudades como Badajoz, Salamanca, Huelva, Braganza o Beja, crearian polos de riqueza en torno a sí, rompiendo con el retraso secular comparativo de esas ciudades respecto a otras mejor situadas. Por acaso podem-me dizer qual a razao porque Badajoz é hoje uma cidade tao importante? Badajoz é um polo de uma regiao metade portuguesa, metade espanhola ou nao sera? eu proprio desloco me de Lisboa a Badajoz para comprar charutos (puros), sao muito mais baratos, todos os exemplos que mencionas existem ja com o desaparecimento das fronteiras e note-se que nestas regioes nao ha problemas de entendimento mesmo que os interlocutores nao falem a mesma lingua. Lisboa enriquecería el sistema de ciudades medianas de España, Sevilla jugaría un importante papel en el Algarve y a ambos lados del Miño surgirían nuevas oportunidades. Tudo isto ja existe com a Uniao Europeia e o desaparecimento das fronteiras e com a moeda unica, nao vejo o que modificaria com a uniao a espanha. Si a ello le añadimos la unificacion del mercado y una generacion bilingüe con una coiné de 600 millones de hablante, es de ver que la union sería beneficiosa. este mercado ja existe, basta olhar a nossa volta, sao aos montes as empresas espanholas, sao aos montes os espanhois que andam por ca a tratar de negocios... Bem amigos a terminar quero que fique registado que nao estou zangado, mas ha coisas que obviamente merecem respostas, nao? Um abraço a todos sem rancor... Talvez os nossos trinetos se entendam...

  48. #98 Lusitanoi 29 de sep. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    Ora aqui está uma verdadeira questao! Sim senhor! Primeiro devolvam Olivença a Portugal, depois vamos falar da união..... A loucura é de tal ordem que nem sei o que hei-de comentar, mas nao deixa de nao ser divertido ver-vos discutir esta questao, ainda que a opiniao dos portugueses nao vos pareça necessária, pois, também ja se esperava nao? Quanto a Filipe I de Portugal (II de Espanha), a opinião generalizada dos portugueses, que eu saiba é até bastante boa ( É a primeira vez que ouço falar da implicação de Filipe II na morte de D. Sebastião). Filipe I respeitou portugal e a grande maioria dos seu interesses e por isso tem hoje direito a uma boa memoria deste lado da fronteira, o ódio desse periodo resultou da politica dos reis espanhois seguintes e acabou na restauraçao. Quanto a Olivença, por cá nem se fala no assunto, excepto uma minoria tao minoritaria como os que querem ser espanhois, pois..... No assunto de Olivença eu respeito integralmente a opiniao dos Oliventinos principalmente os de origem portuguesa e penso que isso é o fundamental da questao e por mim esta resolvida, mas ja nao posso concordar com a politica de espanha no territorio desde a invasao pois tratou-se de uma politica eliminadora da cultura portugues pior que as piores dos regimes fascistas / hitlerianos e isso nao é bonito de recordar para os espanhois e quando falam das coisas negras desta questao também o deveriam recordar sem tabus e admitir que a politica espanhola foi do pior que existiu e isso nunca vejo qualquer espanhol recordar, como por exemplo a proibiçao de falar e escrever portugues, perseguiçao as familias de origem portuguesa, as campanhas de inferiorizaçao da cultura portuguesa com o objectivo de a eliminar, etc, isso foi mesmo muito feio e negro, talvez do pior que aconteceu na peninsula. Cumprimentos cordiais e podem continuar com os vossos devaneios mentais que deste lado da fronteira nos vamo-nos divertindo com aquele ar de superioridade com que costumamos pedir aos espanois, "please, spick english", essa é de morte....ehehhehehe Imagino so o ar de superioridade a arrogancia com que esse espanhol de meia tijela nao deve ter falado no hotel para que o empregado lhe tenha pedido para falar em Ingles, devia estar mesmo a merecê-las porque de facto para quem conhece bem Portugal, sabe que isso não é um comportamento habitual da nossa parte. Bem hajam e continuem a diversão....

  49. #99 Lusitanoi 30 de sep. 2006

    Biblioteca:

    Kullervo Donde has sacado aquella de los tres reis magos? que yo sepa son 2 blancos y 1 negro, tal como en espanha no? esso desconosco e soy portugues, lolololol (para no cansar a reuve). Porventura podras tener razon quanto a los restaurantes, la comida para turistas no sirve de regla, tienes razon. Reuve Por acaso sabes o porque de nos escrevermos o riso como ehehehehhe e vosotros escreveres ahahahahah? nunca tinha pensado nisso, porque sera que ate no riso temos que ser diferentes, lololol para que nao enfasties. quanto aos ingleses, é verdade que levamos muito deles, mas porque? para escapar a castela, sempre tivemos que nos apoiar nos ingleses, talvez por isso tenhamos resistido tanto. Bem e agora para todos Hoje em dia, é um facto que nos estamos a dar muito melhor, esse episodio de almuñecar passou-se em 1990 e felizmente que nos ultimos anos sempre que vou a espanha somos de facto mais bem recebidos pela maioria da populaçao e ja nao nos olham como se fossemos gitanos ou margrebinos. Havemos de nos entender melhor ainda no futuro nao duvido disso. Mas pensem bem, Espanha está em desagregação como nunca esteve, é a catalunha, é o pais basco, ate a galiza faz pressao. As coisas nao vao mesmo nada bem por aí em termos de coesao nacional nao é verdade? talvez nunca tenham estado tao mal, por isso nao queiram mais tormentos do que aqueles que voces ja têm. E amigos, sejamos sérios que seria espanha sem o pais basco e sem a catalunha alguem me sabe responder? talvez pior que portugal nao? Outra coisa é a propria sondagem em si, é curioso que por ca nem se houve falar no assunto, alias soube dessa sondagem aqui neste forum, pois costumo ler outro semanario que nao o "Sol". Uma coisa é responder a uma sondagem que nao se importariam de ser espanhois em jeito de desabafo uma vez que as condiçoes economicas por cá estão de facto muito más, outra coisa é votar num referendo pela uniao a espanha, quer queiram quer nao é muito diferente nao concordam? Não se esqueçam nunca que (pelas proprias palavras de um historiador castellano mui acertadas) "PORTUGAL NASCIÓ Y CRESCIÓ POR VOLUNTAD DE NO SER CASTILLA", essa é a verdadeira chave da nossa identidade cultural, da razao de ser de toda esta nação e a explicaçao para a nossa existencia como naçao e país. Salazar sabia-o muitissimo bem e ao mesmo tempo que apoiava franco e o seu regime promovia e cultivava em toda a sociedade portuguesa a "raiva" e o "ódio" e o "escarnio" contra os espanhois. Abraços cordiais e especiais para os nossos amigos estremenhos que tal como nos também têm que atravessar aquele deserto enorme para chegar a europa, ahahahahhahah

  50. #100 Lusitanoi 30 de sep. 2006

    Biblioteca: El Iberismo, ¿un desencuentro historico?

    O Bandeirante deixou aqui uma bela ideia, quais seriam as consequencias para as nossas e as vossas ex-colonias se portugal se unisse a espanha? uma vez que tal como diz Bandeirante e ele saberá melhor que nos todos como brasileiro, nem sequer as nossas ex-colonias têm um relacionamento capaz? Parece-me que esta é a definitiva pedrada no charco nao? pois efectivamente amigos, as coisas deverão seguir assim pois que se me afigura totalmente impossivel essa pretendida união.

  51. Hay 221 comentarios.
    página anterior 1 2 3 4 ...5 página siguiente

Volver arriba